02 agosto 2015

Será que dá para todo mundo ser CHEF?

Tantos programas sobre pessoas querendo ser "chefs" de cozinha.  Concordo que cozinhar é um prazer. E uma alegria que só descobri mesmo, alguns anos atrás, por pura necessidade. Mas essa vontade de ser chef, parece a vontade de escrever um livro. Todo mundo acha que pode, que dá jeito, sem ter que ter passado, para isso,  por nenhuma "faculdade".

                                                 Aprenda desde criancinha ou arrume o
                                                          ratinho do Ratatouille...

É, até pode, existem os talentos naturais, sim. Mas depois de ler " Cozinha Confidencial",de Anthony Bourdain, a gente logo muda de idéia a respeito desse nosso "talento oculto",prestes a ser revelado. Não é bem assim não, diz ele, não basta ser criativo, ir inventando um pratinho, como faz aquele menino de óculos no Master Chef Brasil.  Tem que ter muito mais. Ao pegar um prato, é preciso saber quanto pesa, e quanto custa cada ingrediente que está ali, para entender se  é apropriado para o estabelecimento X ou não. E também não basta ter o dom e fazer um curso. Tem que ter vivência, ter nascido com o umbigo no fogão, de preferencia com alguém da família muito instruído no negócio de restaurantes.

É, né mole não. Esse pessoal está disputando uma vaga no Cordon Bleu, mas vai ficar faltando mais um bocado de coisas para ser chef de verdade. A tal da experiência. Muito maior do que participar de um  programa de televisão. Mesmo assim, eles vão sair na frente de um tanto de gente que está ai pensando que abrir um bar/restaurante é só comprar o ponto, decorar, etc, etc, etc, etc,etc,;;;;;;e etc.
                                          imagem  do site babademoça.com.br ( Google)

Hoje assisti um outro programa: um monte de aspirantes, , buscando a vaga do melhor chef patissier amador, do pedaço. O doceiro.  E olha a tarefa: fazer um bolo de côco com baba de moça. Minhasantafé, que é isso? O povo nunca tinha feito baba de moça? Não sabia que aquilo era de preferencia o recheio e não só a cobertura? Só dois bolinhos estavam bons, no meio de uns 15? Ah, volta com os 13 restantes para casa. Que desastre é esse? Isso é escolinha. Tem que ter mais compostura para estar dando a cara pra bater num concurso desses não é?

Em tudo isso tem uma coisa boa: a televisão mudou e virou algo como a internet. Quem faz o conteúdo é também quem assiste. Mais de verdade. Embora a gente saiba que show é fantasia. Que cinema é quase sonho. Mas TV não é cinema. É aqui, agora, e daqui a pouco, não mais. É efêmero. Tão efêmero quanto o sucesso desses personagens de "reality shows" estilo concurso. No mais, desejo sorte pra eles. Tão bom torcer. Que vença o melhor. E que todos aprendam muito durante o percurso. Se não for para frente a coisa, pelo menos vão cozinhar melhor. Já é um feito.

(imagem de divulgação do filme Ratatouille encontrada no Google)

20 julho 2015

Beatles num Céu de Diamantes. Um espetáculo que coloca seu astral uma oitava acima.

     Fui assistir hoje e adorei. O espetáculo é da dupla mega vencedora, Charles Moeller e Claudio Botelho. Eles são os craques que produziram lindamente coisas como A Noviça Rebelde (um primor e uma alegria) e o Violinista no Telhado, idem. Mas o currículo de sucessos é gigante.
    Na saída pego um programa, e vejo que "Beatles num Céu de Diamantes" está na sua sétima temporada, que começou em 2008. E é portanto o mais longevo musical produzido pela dupla.
   Uau, me emocionei com o arranjo de Black Bird, música dos Beatles, pela qual tenho especial admiração, com um arranjo que mistura Assum Preto, tocado pelo violoncelista. Linda ideia.
   As vozes em conjunto fazem uma mágica, e você se sente realmente feliz de estar ali escutando toda aquela harmonia. Cantando separadamente você se admira também. Que talentos. Como os atores brasileiros andam muito mais bem preparados para musicais.

    É um trabalho que mostra despretensão e isso é tão bom. Não tem cenários, os figurinos são simples,e tudo fica leve, gostoso de ver. Os atores cantam as letras em Ingles articuladamente, o suficiente para dar para entender cada palavra. Tem sotaque? Tem. Uma boa ideia dar uma polida nesse diamante,  já tão bonito. A maior parte dos cantores fala como a maior parte do brasileiros: ao invés de pronunciar por exemplo "tu" de "to go" ( ir) , dizem "two go", e isso soa esquisito até por que tem muita repetição de verbo no infinitivo nessas letras tão especiais. Mas só isso para "reclamar".
    No mais é parabenizar e muito. Gente fazendo arte, cultura, beleza. E você olha o programa: patrocínio não há. Alguns "apoios"minguados,  mas estão ali. Parabéns para quem apoiou. Num país tão descaradamente sem vergonha, só posso dizer a esse elenco tão expressivo, dando o seu melhor, muito grata por esses momentos de beleza,e de entrega  do show de vocês.  Vale assistir. Está no Teatro Folha, Shopping Higienópolis, SP. Mas pelo visto tem vida longa e  se você não está em São Paulo, poderá assistir em algum lugar do Brasil. Pois vá. E renove seu entusiasmo ( ter Deus dentro de si, é o que significa essa palavra) . E super aplausos,de pé.  a essa dupla de produtores, fôlego não lhes falta, nem afinação.

28 junho 2015

Tocantins merece Palmas e muitos aplausos. Enquanto o Brasil afora tem muito de ilusão, aqui parece feito de realidade.

  Faz frio e venta la fora. Mas a sensação de inverno feita de ar condiocionado, passa logo ao abrir a janela:estamos em Tocantins, Palmas, onde o sol é generoso. E a natureza não se esconde. Nossas perninhas doem do stand up que inaguramos ontem no nosso menu de atividades.
                                                   Anna na Graciosa. O primeiro stand up
                                                      a gente nunca esquece....ainda mais
                                                    num ambiente de tanta perfeição natural.
                                                                     Muita felicidade.

Nós quem? Eu e Anna ,minha filha, que veio comigo visitar o irmão que agora trabalha aqui. Esse é um bom motivo para visitar Tocantins: juntar a familia. Mas certamente que você vai encontrar muitos mais, nesse Estado novinho, pronto para esperar o que e quem venha de fora, com um sorriso nos lábios e vontade de crescer.
 
Em nosso primeiro dia de cidade, um motorista de taxi nos leva para conhecer tudo. "Se eu ficasse enrolando a senhora, poderia andar o dia inteiro, mas Palmas ainda é um lugar que da para conhecer em meia hora". Exagerou, mas quis mostrar sinceridade.Ponto para ele que, como os outros moradores querem merecer "credibilidade".Palavra que ouvi um tanto de vezes.
                                          O antigo Palacio- o Palacinho

Paramos no Palacinho, como é chamado o antigo Palácio do Governo, Mas também conhemos o novo. "Brasilia pode ser a capital, mas digo para a senhora que geográficamente aqui é o centro do Brasil. Tudo converge para cá". Tudo bem. Tá entendido. Orgulho e admiração é o que não falta ao nosso guia,muito jovem, nascido aqui no Estado.

                                    O novo, o "centro" geografico do país, no dizer do motorista

Tocantins foi uma fazenda.(Já imaginou alguém dono de tamanho latifúndio?) de Goiás. E foi preciso muita luta,politica,  de geração em geração,  para haver esssa emancipação. Em 1988 nasceu o Estado de Tocantins, ao norte de Goias. Com Miracema do Norte, como sua primeira capital provisória.Em 1989 a cidade de Palmas se torna a capital. O Estado ganha constituição própria, aos moldes da Constituição Nacional. E mais municípios são criados, fazendo o total de 139.

Aqui estamos então, especificamente em Palmas, a capital. Mas sinceramente, tenho vontade de conhecer todo o Estado. As praias de rio são tao lindas. E não se parecem com o mar. A gente passa a entender como é gostoso uma praia de rio. Tem piranha, pergunto? "Tem, é raro, mas elas não atacam não." E realmente, onde fomos não tinha. e se tinha, não nos atacaram mesmo. Na Graciosa, tudo limpo, com restaurante flutuante e grupo de stand up. Na Praia do Prata é para almoçar com os pés no rio, que delícia. Um tucunaré  bem feito é outra história. Só havia comido um há anos, no Rio de Janeiro. E ainda falta visitar a ilha, e outras praias bonitas. Tem uma região de cachoeiras há 40 minutos daqui, quem sabe dá tempo.
                                             Praia da Graciosa, linda e de rio

Conhecemos o Memorial Luis Carlos Prestes, projetado por Oscar Niemeyer. Emocionante de ver a fotografia desses dois grandes, brasileiros conversando. Da orgulho na gente, sensação de dignidade por ser daqui, do Brasil.

                                           Memorial Luis Carlos Prestes

Ano passado vi a exposição do arquiteto   Frank O Gehry, que projetou o museu Guggenheim de Bilbao, na Espanha. Ali um filme dava conta de como uma obra dessas pode redefinir a identidade de uma cidade. Hoje as pessoas tem mais orgulho de pertencerem a Bilbao. E essa sensação de pertencer, de ser de algum lugar tão cara ao ser humano, ali veio da belissima arquitetura de um museu.
                                           Linda estatua de Prestes no Memorial
                                               
Pois olha, o Memorial Coluna Prestes, com os Dezoito do Forte, em escultura bem na frente, traz a população local, um ideal democrático e revolucionário importante na formação do Tocantinense. Quem nascer aqui, já sabe que o Brasil teve quem lutou por ele, de uma forma tão bonita,

E assim estamos conhecendo Palmas, em Tocantins, não em meia hora, mas em alguns dias de sol. por que o tempo das chuvas ainda não chegou. E quando vier, depois trará os  pés de caju, fruta da região, e que eu realmente adoro o suco. Vide postagens anteriores.
                                          Escultura do movimento tenentista "Os dezoito do
                                          Forte", liderado por Prestes. História do Brasil moçada,
                                          vamos ler e conhecer.

O Norte do Brasil também me lembra a Amiga Roseane Viana, que partiu tão cedo, me lembra a Zany,e todo esse povo super querido daqui, que eu só conhecia de longe por ter um blog.  E agora conheço mais. Por que todo mundo é mais hospitaleiro, amigo de verdade, cheio de sensibilidade. Por que o Norte não deixa dúvidas do que ele é. E o Nortista procura ser verdadeiro. Politicagens â parte, que o Brasil todo escorrega, o nortista é um povo lindo.

E aplausos para o Prefeito de Palmas. Brasileiro naturalizado, de origem Colombiana, e sua esposa é Curitibana, pelo que ouvi falar. Pessoa que vem trazendo um modernismo na gestão, e o exemplo de Curitiba como cidade ordenada. Palmas é muito limpa, organizada e cheia de dignidade. Quando eu souber mais, completo essa postagem. Por enquanto agradeço por estar aqui hoje.  E ter mais um dia feliz. Com meus dois filhos amados. E uma natureza que toca a minha, humana e cheia de vontade de gostar desse solo.

                                         Ponte da Amizade e da Solidariedade, construida
                                         pelo que entendi, na gestão presidencial de
                                         Fernando Henrique Cardoso.

Então Palmas em Tocantins, vem me parecendo assim, um lugar de pé no chão, cabeça no lugar, traquilidade, progresso. Um jeito brasileiro de ser que eu ainda não conhecia. Mas que me agrada muito mesmo. Um lugar de águas claras, limpas e transparentes. Caráter e dignidade tem aqui,
                                   Veja o fundo do rio, que beleza de água, bom de estar aqui.


(todas as fotos de minha autoria)