30 dezembro 2016

VIRANDO A PÁGINA.

  É bom virar a página, sim. Senão o final da história fica desconhecido. Manter-se na mesma página é não dar oportunidade para novos conhecimentos.
  Quantas vezes paralisamos simplesmente? E as vezes por muito tempo. Os anos se passam, e estamos ali, tentando decifrar as escrituras de uma mesma, repetida página. Sem sentido. Com um sentimento que pensamos que temos, mas é só uma repetição mental também. Já foi , já era. É tomar consciencia, tomar cuidado. E virar a página para ler mais e melhor. Para chegar às conclusões que interessam a você.
   As vezes falar do abstrato, mexe com o concreto do outro, é isso ai. Quem puder que entenda. Aqui o virar a página era simplesmente tirar a postagem anterior e vir para uma nova, que possa desejar a você um feliz 2017. Com tudo de bom que você merece.
  Minhas páginas velhas e amareladas, ja virei muitas delas. A gente sofre. Mas dá para ser assim. Vai! Vire a página. E descubra um ano novinho para você.

FELIZ ANO NOVO!!!
E beijos da Cam

12 novembro 2016

Não pode. Você é uma Mulher Casada Agora..

   Acabo de ler que alguma celebridade brasileira proibiu sua esposa, outra celebridade brasileira de desfilar na Sapucaí com um argumento: "você é casada agora."  E fico pensando no que isso significa, tanto para ela, quanto para ele.
 
A moça pode estar feliz, apaixonada, se sentindo eleita pelo marido e também o elegeu, casaram.. Ela toda linda, ele o macho alpha...Macho alpha? Não sei,não conheço o moço. Mas o amado é quase sempre, ou sempre, considerado "O" Alpha. Ok. Legal. E ele a proibiu de desfilar... Ah que fofo! Ele tem ciuminho,...

Será que é isso, e isso será que é bom? Talvez na cabeça desse marido, ela "casada agora" não precisa se exibir para outros machos, alpha ou não, na busca de um par. Ela ja tem um par. Mas será que a moça desfilava apenas com esse intuito? Atrair olhares de outros? Ser cobiçada e finalmente, fisgar alguém?   E será mesmo que esse era o único motivo? Quem sabe,  desfilar na Sapucai,  faça parte do seu jeito de ser?  Do repertorio das coisas que gosta de  fazer e sentir? Aquela adrenalina que quem já foi descreve, aquela explosão de cores, os ritmos, a fidelidade à escola. São tantas variáveis. E a alegria de estar ali? Só de assistir já gostei bastante. Desfilar deve ser ainda melhor. Quem desfilou sabe.

 E se a moça vai  para atrair olhares de outros  e fisgar um homem ( epa, agora você é casada.....) Será que se fosse esse o motivo, ela teria justo agora esse interesse em desfilar? . O que quero dizer é :a moça pode gostar de desfilar, independente de ser casada ou não. E sendo bem estrita:isso provavelmente não influneciará na sua escolha e nem no compromisso com esse  marido.Também não será sequestrada na Sapucaí por causa de sua irresistivel beleza. Calma. É só um desfile.  Imagino que ela seja uma mulher com vontade própria e não uma estátua,  estática e exposta a qualquer aventureiro que lance mão...
 
Me lembro que no seculo passado, meu tio proibiu minha tia de usar miniblusa, veja bem. Biquini na praia era possível. Miniblusa na rua,inaceitável. Ela aceitou. O tempo passou,, talvez aquele tesão inicial, que aceita tudo sem pensar, também tenha passado. O fato é que minha tia se tornou- até bem mais tarde do que o convencional- uma pessoa importante em sua profissão. Muito mais dona de seu nariz, mais ciente de si, com mais chão para pisar que a avenida tal. Ainda amando e amada por seu marido. Passou a usar a tal da miniblusa quando foi moda de novo. E ninguém se impôs ou falou mais nada sobre isso.



  Imagem:boneca Barbie encontrada no google

08 novembro 2016

QUANDO AQUI ERA MAIS LINDO, A GENTE ERA PURA ALEGRIA:-)

Achei os textos do meu blog Camélia do Uol. textos de 2004. Estou super feliz de ser reapresentada a mim mesma, que era tão diferente, mais alegre, mais inocente, e mais sofredora por outro lado.  Foi um tempo bem lindo , de grande comunicação e aqui era só alegria. Acho que vou lembrar de cada pessoa que fez parte desse tempo, como esses poetas, músicos de bar, lembram de seus amigos das serestas, das bebedeiras e de muita união em nossas conversas. Muita compreensão. Coisa linda que aconteceu na internet, sem jamais termos visto a cara um do outro. Estou alegrissima, principalmente por que achei a poesia que o João Paulo fez para mim, na verdade, nao para mim mas para Camélia de Pedra, que faz parte de mim. E eu até hoje troco o nome desse menino: você é João Paulo ou João Pedro mininu?  Eu sei que o blog era do John Paul, ainda assim fico na duvida. Mas a certeza é de que você é um querido nosso aqui. Vamos a poesia do nosso companheiro de blog, John Paul.

A POESIA QUE O JOHN PAUL FEZ PARA A CAMÉLIA DE PEDRA. OBRIGADA AMIGO, AMEI. BEIJOS, CAM 


Vejo uma camélia
Que brotou sobre uma pedra
Fenômeno incrível
Que nunca vi parecido

Porém, a pedra
Que aparece no meu caminho
Devo chutá-la ao longe
Cuidado com a flor sensível!

Sendo assim, procuro ser feliz
A cada minuto que passa
Cada minuto poderá ser o último
Carpe Diem, hoje eu declaro.

E assim vou vivendo
E aprendendo
Ela pode ser uma camélia
Mas é forte - como uma pedra.

- Para Cam(élia de Pedra)... By John Paul -


Escrito por Cam às 00h17

Domingo , 13 de Junho de 2004
Domingo , 13 de Junho de 2004


GUARDEI NOS ARQUIVOS COMO COPIEI DA POSTAGEM. YESSSS. E ACHEI. FINALMENTE. QUE BOM!!!!