07 agosto 2013

Ao Pai.



A Paz

Gilberto Gil

A paz invadiu o meu coração
De repente, me encheu de paz
Como se o vento de um tufão
Arrancasse meus pés do chão
Onde eu já não me enterro mais
A paz fez um mar da revolução
Invadir meu destino; A paz
Como aquela grande explosão
Uma bomba sobre o Japão
Fez nascer o Japão da paz
Eu pensei em mim
Eu pensei em ti
Eu chorei por nós
Que contradição
Só a guerra faz
Nosso amor em paz
Eu vim
Vim parar na beira do cais
Onde a estrada chegou ao fim
Onde o fim da tarde é lilás
Onde o mar arrebenta em mim

Foto minha , no sitio da Araci. Parece que foi programada para o dia de hoje.


5 de Agosto de 2013. 

7 comentários:

  1. Linda e triste poesia! beijos,fica bem,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda não é? Obrigada pela visita Chica.
      O triste passa, a beleza fica. Bjos!!!

      Excluir
  2. Fica em paz, Cam!
    Um ciclo se fechou para o seu pai, para iniciar outro!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso.
      Beijos. Obrigada Luma.

      Excluir
  3. Prima, bela homenagem.
    São os belos momentos que validam a nossa experiência de vida, embora os ruins nos mostrem os caminhos certos a serem seguidos.
    Bj do Cid

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida é do jeito que é. Podemos mudar a nossa parte e procurar entender ,ou não, a que não depende de nós. E seguir em frente. Bjos e grata pelo comentário.

      Excluir
    2. A vida é do jeito que é. Podemos mudar a nossa parte e procurar entender ,ou não, a que não depende de nós. E seguir em frente. Bjos e grata pelo comentário.

      Excluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.