22 abril 2011

Menos Medos Privados em Lugares Publicos.


Hoje estou assim. Procurando mesmo me tranquilizar, serenar . E consigo reparar algumas coisas em mim que não conseguia dizer nem baixinho.
Ontem sai a noite com uma amiga e seu filho, eu e minha filha. Os dois tem 10 anos. Foi programa de mãe e filha sim. Esses consigo fazer. Mas raramente a noite.
Passei mais de três anos sem ter coragem de sair de casa, só saia para trabalhar. Só se fosse para terapia, ou para cumprir obrigações. Perdi a vontade ou fiquei com medo? Um pouco dos dois.
A cidade assusta. Mas muito mais que isso. a vida pode te quebrar as pernas, te quebrar a alma. E a pessoa sofrer tanto que não consiga nem dizer desse sofrimento. Hoje percebo que, se estiver em uma discussão com alguém do sexo masculino, vamos supor, o detestável sindico do meu prédio, preconceituoso, arbitrario,grosso, eu tenho um receio esquisito de que essa pessoa exaltada possa me bater. E aí desisto da discussão, sobre direitos meus, bem entendido.
Isso só para dizer um pouco. Coisas na minha vida me tiraram a esperança, mesmo.
Não cheguei a ficar amarga, fiquei com medo.
Medo até de escrever no meu blog por que seria lido por quem poderia debochar dele. E isso aconteceu comigo. Recebi e-mail com menções ao meu blog como se fosse assim: estou te vigiando.
Pode ser. Mas o fato é que cansei de viver como se estivesse espremida numa parede com uma almofada( vai ver que é que é metáfora), que não deixa marcas no corpo. Mas deixa marcas na alma, como se fosse gado. Para lembrar para sempre.
Essa marca pelo menos, é motivo de comemoração: não sou psicótica. Por que estive tantas vezes na mesma situação, e no dia seguinte fingia que não foi nada, que pensava que estava ficando maluca: isso não esta acontecendo comigo, estou só imaginando. E se está acontecendo, por que não tomo uma atitude? Por que custei a conseguir.
Hoje quero ser como a Glorinha, a quem admiro. Escrever sobre o que eu tiver vontade, inclusive sobre as minhas tristezas. Se vai ser um texto que vão ler e não deixar comentários, não importa. Se vai ser um texto que ninguém vai ler , também não. Esse espaço é meu. E contanto que não ofenda niguém, não cite nomes completos, posso escrever sobre o que eu quiser. Aqui durante muito tempo, fui mais livre do que na minha vida. E agora não quero dar pra trás.
E agradeço a essa janela para o mundo, que tanto me ajudou a me comunicar em um momento que não me permitia um outro tipo de comunicaçao.
Como Annie Frank, agradeço ao meu blog, como ela tinha seu diário particular. Aliás tenho grande carinho por essa menina que não teve o direito de crescer.
Antigamente esse livro era parte da Historia do mundo de um passado triste, mas que, com palavras tão firmes, aparentemente fazia parte de uma promessa de felicdade para mim. Não foi. Mesmo assim agradeço por ter lido Annie Frank. Ela tem a força. Nós também. Eu , minha filha. Você moça, menina, mulher que se sinta oprimida de alguma forma.
Portanto, virei a mosca do côco do cavalo do bandido por muito tempo. E tinha ligeira consciencia disso.
Mas estou na Páscoa, tempo de aprender a me perdoar. Fazer a passagem da moça apavorada para meu Eu real,aquela figura sagrada que todos nós temos, com tudo que aprendi a ser de bom. Como diz o filme Karatê Kid, alias um dos posts mais lidos que tenho aqui: "a vida vai te derrumar, levantar ou não é voce quem escolhe". Eu escolho levantar. Preciso de ajuda. Vou ficar de pé. E correr, e brincar e dançar. E sorrir e rir muito, poder me alegrar. Estou em franca recuperação. Amém. Mas ainda preciso de um tempo.
Feliz Páscoa a todos. Vamos renascer sem medo de sermos felizes amigos. A hora é essa. Sem deixar para amanha. Força. Luz , Paz e Amor para todos vocês.( imagem encontrada no Google- Blog 1000vidas.blogspot.com- Se tiver direitos autoriais por favor avise que coloco aqui. Ou retiro a imagem. Esse blog é sem fins lucrativos)

9 comentários:

  1. eu não tenho medo de sair, sou cuidadosa pq é preciso. mas se não saísse estaria muito prejudicada profissionalmene. e beber cultura ajuda muito entender o mundo. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Desejo uma feliz páscoa pra vc.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  3. A Páscoa é uma data ambígua, tanto para renascer e encontrar novos caminhos, ou fugir de muitos anos de repressão e fazer a passagem para a nova vida

    Feliz Páscoa para vocês

    =)

    ResponderExcluir
  4. Oi Camille.
    Há fases na vida em que o medo nos domina - conheço bem estas trilhas. O medo pode ser benéfico, no sentido de que nos torna mais prudente na caminhada pela vida. Geralmente, a prudência é boa conselheira. O problema é quando o medo torna-se por demais poderoso e nos imobiliza. Neste caso, o que importa é aprender a conviver com o temor. Nem todos conseguem. Pelo que é possível perceber, você está vencendo esta batalha.
    ***
    A observação sobre Castaneda, no post abaixo, me fez lembrar dos loucos anos 70. Don Juan Matus foi um dos meus gurus naqueles anos muito loucos, quando sonhava em ser um guerreiro.
    ***
    No mais, construa a tua Fortaleza de Salomão. Feliz Travessia.
    ]
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Olá, venho te convidar para a festa dos 1.000 acessos diários no blog http://conscienciaevida.blogspot.com . Hoje temos um convidado especial te esperando por lá.
    Apareça, vamos comemorar juntos!
    Abraços fraternos. :)

    ResponderExcluir
  6. Venho lendo-te há um bom tempo sem comentar (desde a gostosa crônica-análise crítica sobre as ´series televisivas de investigação: acho-as chatíssimas e repetitivamente chatas, devo confessar, rs) e te admirando ainda mais: afinal, dás a cara pra bater sempre que podes e, também sempre que podes, apareces, ainda que sob a Camille (ou qualquer outra...), como uma mulher forte e cheia de lições e ensinamentos o mais 'zen' possível...

    Afinal não somos todos assim, somas intermináveis de medos, anseios, erros e acertos?

    Mas você é um pouco mais que isso: você escreve e segue em frente - o meu carinho e os meus parabéns por isso!

    Uma feliz Páscoa inspirada e sempre luminosa para você e todos aqueles que amas, minha cara: meu abraço!

    P.S.: há um selo, "Blog Pop", que ofereci a você lá nos Morcegos - o qual deve ser oferecido para mais 5 blogues "que agregam valor à Web" (quinto quadro da lateral, "Selo-Prêmios", logo após o poema Morcegos).

    ResponderExcluir
  7. Oi amigo, muito obrigada por suas palavras. Reconhecimento de alguma coisa boa é sempre raro hoje em dia ate mesmo dentro de casa. Provavelmente, principalmente. Dar a cara para bater é um termo que prefiro nao usar, por que as vezes nao é metafora, e as vezes nem se da, alguem toma.
    Tenho panicos de varias coisas sim, é o que a "cidade grande" faz com a gente. Muito obrigada pelo selo, vou ter pedir ajuda para coloca-lo. Toda vez que ganhei um nao soube como fazer e ao me explicarem, acabei me esquecendo como fazer.
    Blogs que agregam valor na web, muito bom isso, muito obrigada.
    Feliz Pascoa para voce, sua mulher e sua filhinha.
    Um abraçao da Cam

    ResponderExcluir
  8. Coisas acontecem em nossa vida sem que saibamos os motivos - às vezes nós somos o motivo, porque incomodamos. Mas porque incomodamos? Em geral porque temos algo que gera uma admiração raivosa, que esfrega na cara do outro as suas fraquezas e o modo como as pessoas se utilizam para esconder suas fraquezas pode estar a agressividade! Tudo que te oprimiu ou que gerou o medo, veio de algo inferior ao sentimento maior que possui, portanto, não se iniba quando e siga as suas vontades!
    Feliz restinho de domingo pascal! Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Luma,
    Você é uma das pessoas preciosas que conheci aqui. Bjos amiga. Bom restinho de dia para voce tb. "Bjus"

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.