26 janeiro 2011

Em Buenos Aires com uma filha de 10 anos.


Viajar com minha filha é um presente para mim. De vez em quando nos damos esse direito. Já nos acostumamos nos duas a estarmos juntas, nos organizar. Ela finalmente aprendeu a dobrar suas coisas, deixar o quarto do hotel arrumado. Mas isso é um minimo detalhe daquilo que posso dizer a respeito dessas viagens.
Minha filha costuma conversar com pessoas que estao nas mesas ao lado, no café da manha cheio de brasileiros, tenta aprender Espanhol e se comunica o mais possivel com as pessoas do idioma. Fora que ja faz uma leitura social das coisas. Esse ano ela me pediu para ir a praça de Maio para ver onde as "avos batiam as panelas de novo". Ela percebe que a Argentina está passando por uma crise. Se emociona com o show de Tango, Faz pose para tirar fotos "artisticas".
Chegamos no domingo e fomos a feirinha de artezanato. Com olhos de lince dentro de um taxi, A. avistou uns marionetes numa barraca. Fomos direto e compramos o marionete mais lindo que eu ja ao vivo que pudesse ser levado para casa.
Ela conta uma porcao de historias dos momentos que nao estamos juntas. Se enfeita toda antes de sair, com brincos, lacos, roupa bonita e ate um batonzinho. Eu olho assim e penso- nossa minha avo Paula ia adorar essa bisneta vaidosa. Tao diferente de mim nesse ponto que faco bem a linha nao tou nem ai. Ela aproveita tudo de bom que a vida tem para oferecer.
E assim eu aprendo com minha filha todo o tempo e ela comigo. Amo essa criança mais que tudo nesse mundo. E uma alegria. Agradeço a Deus pelos filhos que tenho. E que continuemos numa boa viagem e ainda tenhamos muitas boas viagens nessa vida e juntas. (foto minha, da artista que faz esses bonecos na feira)

12 comentários:

  1. Oi Camille

    Que gostoso ler você descrevendo sua filha. Que amizade boa vocês têm.
    Quanto amor e ternura neste texto.
    Que esta amizade, amor e carinho se perpetuem.
    Mãe e filha são almas gêmeas, mesmo que na aparência e personalidade se diferenciem.

    Bjs no coração!

    Nilce

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  2. viajar é muito bom e acho muito bom tb q os filhos tenham algumas responsabilidades na organização das coisas. em casa tb. pq o mundo lá fora não espera adaptações. tb acho muito importante os filhos conhecerem a história da família e bacana q ela conheceu junto a história. eu tenho ficado triste com relatos políticos da argentina recente. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  3. Camille
    acho muito gostoso quando vejo os pais falarem com carinho dos seus filhos.
    hoje estou mega feliz, é aniversário do meu pequininho.
    a gente aprende tanto com eles, né.
    aproveita bastante.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Cam, quantas saudades! Voltar no seu canto e encontrar este amoroso texto foi emocionante pra mim, que estou um tanto quanto fragilizada e envolvida com problemas de saúde de meus pais. O meu Cotidiano está abandonado, mas os amigos e amigas estão sempre aqui no coração. Logo as coisas entram nos eixos e eu tomo coragem pra postar. Bjs amiga e bom passeio ao lado de sua linda filhotinha.

    ResponderExcluir
  5. Olha, acho que até despropositadamente você desenhou uma bela crônica poética com fundo político, tal como um bom filme argentino! Parabéns pela sua filha cheia de viagens boas e para você, com seu jeito leve de escrever, tal como uma brisa de outono, que, quando menos se espera, mostra umas entrelinhas que saltam aos olhos por entre simples estorinhas do dia-a-dia...

    Sobre o 'post' anterior, concordo plenamente com a análise sobre o ótimo diretor de "Cinema, Aspirinas e Urubus", mas discordo completamente quanto à tal "qualidade" de chanchadas como "Se eu fosse você" 1 e 2, ambas de gosto duvidoso - e, o que é pior, chupadas inteiramente do cinemão formulaico dos EUA - com elenco global e que só refletem o poderio quase homogênico da Globo Filmes!

    De qualquer forma, muito ponderado o resto das análises sobre o Cinema brasileiro em repetecos ditos "conscientizados": estamos crescendo cada dia mais e o Cinema maravilhoso que sempre tivemos ("Limite", "Rio 40º", "Vidas Secas", "Os Fuzis", "São Paulo S/A", "Terra em Transe", "Beijo no Asfalto" etc. etc.) cada diamais parece voltar com todo o gás ("Tropa de Elite 2", "Cidade de Deus", "Diários de Motocicleta", "Cinema, Aspirinas e Urubus etc.)!

    Abração e um prazer conhecer este seu belo espaço!

    ResponderExcluir
  6. Cam,
    vc é uma mulher linda por dentro e por fora e nada mais justo que Deus ter te dado esta filha lindíssima por dentro e por fora. Boa viagem, aproveitem, adoro Buenos Aires.Besotes para las dos, Jan.

    ResponderExcluir
  7. Q lindo este post ;)
    Aproveitem bastante a viagem e a companhia uma da outra. Esses momentos ficarão guardados p sempre.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Que bela experiência, Camille, você e sua filha flanando pelo mundo - trocando impressões e experiências, vivendo e aprendendo. Louvável a disposição de - ambas - ensinar e conhecer.
    Algo me diz que a vida de vocês é maravilhosa, até onde é possível a existência humana ser assim tão encantadora e fabulosa.
    Bonito isto.
    Bonita você a a vida que construiste para ti e os teus, a partir das circunstâncias determinadas pelo "acaso" - o outro nome do Dr. Destino, também conhecido como Deus ou Criador.

    Beijo pra você. Felicidade, sempre.

    ResponderExcluir
  9. Eu vou para Buenos Aires em fevereiro. Vou participar de uma feira de livros com o meu diário das quatro estações.

    Ps. tem um carinho para o seu blog lá no meu sótão.

    bacio

    ResponderExcluir
  10. Foi uma linda e deliciosa viagem tenho certeza.
    Espero que tenham se divertido muito mesmo.
    Beijos nas duas.

    ResponderExcluir
  11. Cam, que coisa mais linda este teu post. Esta tua viagem com a tua filha.

    Um bjao

    ResponderExcluir
  12. Ano passado estive em Buenos Aires em uma viagem com a família. Foi ótima, inesquecivel, tanto a viagem em si, quanto estar com aquelas pessoas. Buenos Aires é um sonho! Lindissima, organizada, sofisticada e atraente com seus parques bem cuidados e ótimos preços.

    Meu primo na época tinha 11 anos, quase a idade de sua filha, fizemos um programa bem legal, gastando pesos na feirinha da Ricolleta e em seguida indo naquele museu interativo, cheio de crianças.

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.