05 dezembro 2013

FOFOCA..MOEDA DE TROCA QUE NÃO VALE NADA NO MUNDO DAS RELAÇÕES.

  Intrigas, fofocas, revelação de segredos estratégicos, são moedas de troca por favorecimento,  privilégios, e até dinheiro mesmo, no mundo dos negócios corruptos.
                                               Sabe o que o chefe disse de você? Mas eu sei
                                                 cada coisa dele, de arrepiar...vou te contar...

Mas vamos pensar juntos;você  ja ganhou alguma coisa contando a vida de um amigo ou amiga? Contando um segredo que foi confiado a você?  Acredito que não.

  Depois que passaram os primeiros anos de escolinha, quando as crianças são autênticas,  amam a todos os colegas igualmente,  e estão felizes somente  por estarem participando  do aqui e agora,  passei a ensinar a minha  filha,  ( meu filho já tinha aprendido essa coisa toda e tem caráter firme que admiro:não faz concessões à intriga,  seja qual for o motivo ou o momento.)  a coisa feia,  a sordidez da fofoca,que vira intriga e  inimizade, gratuitas. Por mera repetição do comportamento adulto, ou por consequência dele.

  Ela chegava da escola e dizia: fulana disse isso sobre a outra ali, e ela é realmente muito chata. Ai eu perguntava: chata como?  E você realmente a considera chata, ou esta meramente apoiando sua coleguinha fofoqueira? É mãe, acho que estou repetindo o que ela falou.

O tempo ia passando e minha filha relatando mais e mais histórias sobre as fofocas e intrigas na escola. As vezes ficava triste, chorava até.. Por que essa moeda de troca na escola, costuma comprar o "passe" de uma nova amiga.  Em geral aquelas "populares", que vão de shoritinho colado na bunda( nada contra,fora da escola. As que namoram todos os meninos e exigem das "novas amigas" esse ritual de sacrificio: conte alguma coisa de alguém. Não que seja necessária uma cerimonia para isso. Mas que são ritos escolares que garantem.... garantem o que ? Exatamente?
                                                  Vou te contar o que fulana me contou
                                                    mas você não conta para ninguém, ta?

Contei então para Anna, que num colégio que estudei, havia uma menina que não fazia fofoca de ninguém. Era amiga de meninos e meninas, igualmente. E esse jeito de ser, o do respeito com os outros e consigo mesma,  davam a Stelinha mais alegria, o respeito dos colegas, a simpatia de todos E certamente ela era a "mais popular da turma". Título que prezam tanto hoje, que ha até rancking, como se fosse uma bolsa de valores, para determinar quem está popular essa semana ou não . Aff, esse ser humano....

Então popularidade é isso. Ter quem goste de você, de preferencia, não dar motivos para que não gostem de você.Não por ser uma bacanona ou puxa saco dos outros. Mas por saber que pode pisar em terra firme. que nada tem a temer, andar de "cabeça erguida".

E não se preocupar com essas populares fake, que o que fazem é semear o medo ,a discórdia. o panico do bullyng. Ter um séquito de  inseguras que abanam a falsa segurança dessa discutível popular.Que pode sair do pedestal de uma hora para outra. Basta que uma colega nova, que nada sabe daquelas relações neura, corte com a tesoura aquele nó gordio, aquela coisa que parecia impossível, como tirar da pedra a espada do Rei Arthur. Mostrando que, o desconhecimento ou o pouco ligar para aqueles que querem liderar a qualquer custo, leva a liberdade. De ser , de sentir, de ser amiga

A gente cresce e as relações familiares, os grupos de parentesco onde a falta de equilíbrio e serenidade é grande, repetem tudo: a  fofoca, a intriga, o bullyng para quem ousar afirmar "que o rei está nú sim". É bom? Não é não. Então o melhor jeito é olhar de longe, se não houver outra possibilidade,, Entender que "consenso" familiar com relação a algum parente,chama-se trata-lo como bode expiatório. E quem poderia gostar disso. Se não der para se entrosar por bem, nem tente fazer em casa o bullyng, a fofoca e a intriga. Mantenha um afastamento estratégico. Que permita  ver quem você é com seus próprios olhos e sentimentos,e não com a historinha que inventaram para você. Crescer ouvindo-a faz pessoas passarem muitos anos em consultórios de analistas. Isso quando dão uma super sorte e desconfiam da atribuição familiar que lhes coube. Pior é acreditar e passar a vida inteira agindo como se fosse burro, pé frio, medroso, malvado,  maluco, ou o que for que um dia de mal jeito, alguém que gosta tanto de você quanto de si mesmo- carimbou nas suas costas.
                                                      Não me diga! Está mesmo?...
                                                        Ela me paga nesse Natal...

Abaixo o carimbo,abaixo a intriga, abaixo a fofoca. E viva a liberdade de descobrir quem de fato é você. Tanto fora da escola, depois de grande, quanto fora do núcleo familiar, que querendo ou não sempre terá um jeito opressor. É ali que desesperadamente todo mundo luta para ser amado e reconhecido por coisas boas.  Mas se não for possível. Vá procurar sua tchurma que vale mais a pena.

Acho que estou começando minhas mensagens de final de ano, que a cada ano velho ou ano novo, insisto em fazer. Por que tenho certeza de que é preciso.

E o melhor presente de Natal que podemos dar a nós mesmos, é o luxo de sermos, sem restrições, sem enquadramentos malucos, mas com uma visão justa de nós mesmos. Temos que melhorar? Sempre, perfeição está longe e não precisa ser meta de ninguém. Mas podemos sim, respirar com mais alivio,  somos quem somos, e não aquilo que inventaram para nós.


Somos lindos, inteligentes, capazes, bem sucedidos, amigos dos nossos amigos, e o que mais? Faça a sua lista de qualidades. E também daquelas que precisam de um ajusteszinho aqui, uma ampliação de área ali. E vamos que vamos. Que essa seja a nossa cartinha de Papai Noel: clareza de pensamento, autopercepção
bem azeitada. Firmeza .  E tudo de bom!!!!

                                           Crianças de todas as idades, o melhor presente é
                                               ter caráter. Mandem as suas cartinhas, para tudo
                                                tem um jeito, hohohoho-Ho!!!!
                                 

                   Beijos para todos. E feliz final e recomeço de ano, desde jã.


,


Imagem encontradas em busca no Google. Se alguma for sua, me avise, coloco os créditos ou retiro as imagens.



22 comentários:

  1. Querida amiga,

    Adorei o que vc escreveu. Vejo o mesmo acontecer, vez ou outra, com minha filha. Talvez o bulliyng sempre existiu, mas na minha epoca não havia tanta gente "chata". Affff.... é demais. É competição a troco de nada.

    Eu sou muito na minha, posso ouvir o que for, mas encerra dentro de mim.

    Vou mostrar este seu post para minha filha, espero que ela entenda ou possamos conversar a respeito.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom querida. Tomara que faça efeito na sua filhota e na minha tb. Na minha alias vem fazendo efeito. ela realmente me declara quem tenta fazer fofoca com ela. Incomoda muito mesmo. Bjosss

      Excluir
  2. Oi lindona, está rolando o primeiro sorteio no meu blog, de um lindo anel de prata..
    Te convido a participar, conto com você!
    Beijos princesa & obrigada.
    ACESSE: http://www.estiilocarol.com.br/2013/12/1-sorteio-do-blog-anel-de-prata.html

    ResponderExcluir
  3. Não vou dizer que nunca abri a boca sem me arrepender, mas fofoca decididamente não é o esporte preferido da minha boca e fala. Costumo brincar que tenho um movimento secreto da contra-fofoca, que consiste em "atrapalhar" a comunicação, o "telefone sem fio" da fofoca. tem dado certo e é muito divertido, até tem gente que vem checar, com jeitinho, claro.
    Beijão para você, Camélia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana querida, voce conseguiu comentar aqui, que legal. Me ensina seu método. Deve ser muito divertido mesmo. Beijos querida.

      Excluir
    2. Pois é, apesar de eu não ser tão destra assim, consegui. Não é difícil não.
      A camélia se parece com o seu livro.

      Excluir
    3. É não é dificil, mas tem um povo que nao consegue comentar por nao saber preencher aqueles dadinhos. Poi o livro saiu daqui mesmo. Só que foram selecionadas cronicas que fizessem sentido para o livro. E com exceção da do RM. todas as do livro não estão mais aqui. Bjos querida.

      Excluir
  4. realmente leva e traz é um problema.

    ResponderExcluir
  5. Olha Luciana, muito bom o post. Realmente fofoca não está com nada. Só traz prejuísos e desgostos. Precisamos nos educar para que possamos evitar de praticar a fofoca e para que saibamos neutralizá-la quando alguém vier "buzinar" nos nossos ouvidos. Bjs Marli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão Marli é um prejuízo só. Bjos e grata pelo comentario.
      Cam

      Excluir
    2. Oi Marli, obrigada pelo seu comentário. Essa brincadeira da "contra-fofoca" é um bom norteador para as armadilhas do dia a dia. Beijos e Feliz Natal!

      Excluir
  6. Olá.

    Hoje é Sexta Feira, o primeiro do dia, dos fins de semana.
    Quero desejar-te Saúde. Alegrias. Paz. Deslumbramentos. E uma contagiante vontade, para que os teus sonhos, aqueles ainda não realizados, concretize-se. O melhor da Vida, sempre é, viver em paz. Por isso, receba o meu sentimento de carinho, de amizade, e de respeito.
    Fique com Deus, o Criador, o dono, do dom da Vida.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito grata José. Igualmente para você.
      Bom findi.
      Cam

      Excluir
  7. Como a vida alheia jamais me despertou qualquer interesse, até interrompo se o assunto é fofoca... Seja de conhecido, seja de artista querido: mudo sempre o "canal"! Mas, cá entre nós, tenho uma quentinha pra te dizer: acho que vais gostar dos Morcegos nesta semana...Abraço meu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bacana Dilberto. Vou ler no final de semana.
      Bom findi para voce.
      Abraços,
      Cam

      Excluir
  8. Uau! Este é o texto da Pauline que eu conheço! Com tudo o que tem para nos dizer entregue assim de bandeja, de graça!

    Sim, somos lindos, inteligentes, capazes, bem-sucedidos, amigos dos nossos amigos...

    Beijo enorme pra você,

    Michelle

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Michelle,
      Seu comentario mais longo sumiu.. Acredita? Publiquei os dois, depois de dar boas risadas com a sua idealização de mim, pronta para te agradecer e dizer "mwnoa" Michelle, embora esteja pra ver alguem que dispensa um elogio ou uma maneira de ser vista tao bonita. Pelas entrelinhas dos textos existe uns por ques que voce captou e fez um papel interessantisso: eu te vejo assim, maravilhosa-foi a leitura que fiz do teu comentário. Adorei. Ja falei pra voce , que quando cansar de Letras ou mesmo que não se canse, voce pode ser uma excelente psicologa. Bom dia de fog em Lisboa. Deve ser lindo mesmo. Bjosss e obrigada pela generosidade.

      Excluir
    2. dizer "menos" Michelle- saiu- "mwnoa"

      Excluir
    3. Quando você fala "menos Michelle" é o seu lado canceriana que está ativado... hehehe

      O comentário mais longo ficou no post anterior :)

      Bjão!

      Excluir
  9. Camille,
    Aprendi que fofoca é péssimo prá tudo. Quem fala mal dos outros pra vc, certamente falará mal de você pelas costas.
    Big Beijos
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  10. Concordo com você Lulu. E para essas pessoas, ninguém deve fazer nenhuma confidência tb...
    Big beijos para você tb.

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.