30 outubro 2013

LIVRARIA SARAIVA X LIVRARIA DA VILA

Que pessoa mais competitiva eu. Fulano X Beltrano? Mas onde estamos nós? Não é  em um capitalismo selvagem onde vence o mais forte, ou o mais capaz? É guerra. E estou do lado da Vila. Sabe por que? Desde a minha primeira passadinha por lá, jamais me decepcionou.  Já a Saraiva, tem aquele montão de livros e mais parece o que dizem da  busca de pares românticos em NY: todo mundo procurando, e ninguém encontrando.
                                                             A Casca e o Nucleo, encomendado.

São montões de livros, numa ordem que me dispersa ao invés de me interessar. E quando procuro um título, raríssmo ter. Para não dizer que desisti de tentar, hoje passei por lá. Encontrei uma vendedora treinando um vendedor: milagre encontrar alguém que pareça disponível para atender. Que bom: você pode me ajudar , pergunto a vendedora "senior",  na dupla. Estou procurando a biografia do Paulo Coelho. Ela não me olha e diz: vai la fulano, procura: " É -O Mago- esqueci o autor". Eu digo para ela, no maior sorriso: estou com um pouco de pressa, dá para você me dizer se tem ou não tem, todo mundo sabe que esse livro está esgotado. Ela continua sem responder e o rapaz está digitando. Chego para ele: é do Fernando Morais. Mas olha, ela já deu a entender que não tem. Você é novo aqui não é? Faz uma coisa: procura para mim "A Casca e o Núcleo", Nicholas Abraham. Com a informação precisa, ele acha mais rápido a resposta: "nem consta esse livro aqui". Está bem, obrigada.
                                                        Dom PedroII  e seus Amigos Judeus

E mais uma vez saio com aquela impressão desagradável de não ter vendedores treinados, simpáticos, antenados. E mais uma vez não tem o que fui comprar. Não sei se eles seguem algum nicho específico, tipo: livros de Medicina ou de Direito. Por que meus interesses são bem ecléticos: vou de Psicanalise, Psicopatologia, Gastronomia, Publicidade, Marketing Direto. Ou qualquer outra coisa precise: não tem. Então o que é que tem para preencher tantas prateleiras: "ah esses livros novos que vendem muito." diz minha filha. Já é de noite e estamos no shopping Higienópolis, nos encaminhando para a Livraria da Vila. Linda, arredondada, toda de madeira escura, mas sem ser austeridade. É beleza e modernidade.
                                                 Arquitetura arredondada ( me lembra o livro
                                             "O Rabino" e o projeto da sinagoga, pelo reason why 
                                                               de cada detalhe.)

Primeiro plano: um  Kindle para leitura,  em uma estante linda, por um preço convidativo. Por que ainda não tenho isso? E é mais ou menos o que me passa pela cabeça a cada lado que direciono o olhar: que livro interessante, que ideia ótima, vou querer...

Encontro um vendedor olhando o computador. Ih, será que pode me atender? Oi, estou procurando a biografia de Paulo Coelho. Ele diz: faz tempo que não vejo esse livro por aqui. Ah é? Pensei que fosse um lançamento, agora que estou ouvindo falar nela, por causa da polemica das biografias... Ele diz sorrindo:é , ... mas essa sumiu. A editora está sem exemplares. E o  livro de Sonia Sales?  "Os judeus.... não...Dom Pedro II e ... o vendedor já consultou e já achou:,,,"Dom Pedro II  e Seus Amigos Judeus". Não está constando, mas acho que vi um ali. Vou buscar. Ele volta com um exemplar na mão: é o último, eu sabia que estava la. Ótimo, obrigada. E lembro: e o livro de Karl Abraham? Perguntei na Livraria da Vila  X e me disseram que só tinha um na loja tal. E depois me enviaram um email dizendo que não tinha mais. Mas quem sabe você acha escondido ai numa prateleira? Foi consulta por telefone?  Confirmo, e não sei qual a diferença....Hum, esse livro é bem antigo, o vendedor pensa alto. Não, não eu digo, não é do Karl, é Nicholas, " A Casca e o Núcleo". É,  não tem,  ele diz. Me deixa por favor seu CPF, que eu vou encomendar, sem compromisso. Está bem, mas eu só compro na livraria da Vila X que é mais perto da minha casa. O vendedor brinca, fala que ali é tão bonito. Enfim, o livro encomendado chegará em seguida.

Vou pagar o "Dom Pedro". O "caixa" super bem vestido com uma bata e um colete que mais parecem roupas  húngaras: "ah você é de casa!!!" Hein? Nunca comprei aqui.  Só compro na loja X. Ele diz: "mas aqui na Vila é assim, comprou em uma, é cliente de todas, você está cadastrada." Uau. CRM passou por ali. Tem que ser assim. E na Vila é assim.

Enfim, o pessoal é atencioso, informado, sabe o que está fazendo. Gente bem treinada, ou bem escolhida pelo dom de lidar com pessoas e pelo gosto por livros. Isso é fundamental. Uma livraria não é nem açougue, nem quitanda. É alguma coisa de mais sutil e esperançoso: é a" visão do  paraíso", para  Jorge Luis Borges. Aliás, tenho certeza de que, se estivesse vivo, adoraria conhecer essas livrarias, que tratam você como se estivesse mesmo numa conversa de vila, teu vizinho de porta. Ao mesmo tempo o espaço inspira outros lugares, que ainda não fui, mas, com certeza, quero ir.
.
Conheço e gosto de andar por livrarias mundo afora. Mas- vai ver me falta muita estrada - jamais encontrei um conceito de livraria tão charmoso e que funcione tão bem no quesito despertar o interesse do leitor- como as "da Vila". Quem conhece bem a figura "Camille" pode imaginar a alegria da surpresa, de entrar para comprar  um livro qualquer, e ao passar  por aqueles corredores onde tudo me chama, encontrar-para dar um exemplo ótimo- o livro com a  historia  e receitas daquilo que Monet comia em Giverny. Aimeudeus!!! Preciso disso: a louça usada em Giverny, a cozinha de Monet, cores lindas, que riqueza. Apreciar  tanta diversidade  tem ressonância quando estou na Livraria da Vila. Parece que meu jeito de ser é muito bem compreendido, e que tem coisas especialmente para mim. O mais interessante  é que já conversei com  amigos, que eventualmente encontro na "minha Vila" e eles sentem a mesma coisa.

E ai,  voltando à Saraiva. Quem gosta de livro sabe que,   "para ser grande se inteiro" . Tomo emprestado da poesia de  Fernando Pessoa, para dizer que pode ser muito rentável, mas para mim é pobre, a maior livraria do Brasil ( principalmente após a compra da Siciliano) com 20% do mercado livreiro no país, e lojas em quase todos os Estados, se a mais perto da minha casa, ou a mais longe, tanto faz, jamais tem o que eu quero. Com uma exceção: lá encontro sem falta, um exemplar anual do Guinness, Anna, minha filha,  adora esses recordes e rankings.
                                                               Da Vila na Lorena

Parece que  eles não entendem nada das minhas necessidades ou quereres. Precisam de gerenciamento por categorias? Posso indicar um ex VP da Coca-Cola que trabalha por uma equipe inteira. Quer ter um pessoal azeitado para falar com o público, indico treinamento com coachs ou com psicanalistas até. Mas façam alguma coisa. É muito chato dar com a cara na porta. Por falar em portas, você já viu as portas da Livraria da Vila? São estantes envidraçadas, cheias de livros. E vazadas,  você vê por fora o que tem la dentro. Muito bom gosto mesmo. Tá certo, a Vila me enfeitiçou, sim . Como poderia ser diferente?  E parafraseando Noel e sua Vila Isabel:
...."Eu sei tudo o que faço
   sei por onde passo
   paixao nao me aniquila
   Mas, tenho que dizer,
  modéstia à parte,
  meus senhores,
   Eu sou da Vila!"

No mais desejo prosperidade crescente  tanto à Livraria da Vila quanto à Livraria Saraiva. E à Livraria Argumento que eu adoro, no RJ, ( tem um mix muito bem escolhido).  E que o povo brasileiro tenha mais recursos para comer, morar, estudar, comprar livros e ler. Tomara.
                                                     fachada de uma Saraiva MegaStore
                                              O que eu gosto e preciso encontro na Vila.

16 comentários:

  1. eu adoro livrarias, mas compro mais virtualmente pq há bem mais promoções. no rj adoro a livraria da travessa. em são paulo acrescento ainda outras que adoro a livraria cultura e a nobel. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tambem gosto da Cultura. A Nobel ja acho que tem a mesma sindrome de falta de estoque. A Travessa do RJ é bonita sim,. Movimentada, nunca comprei nada la. Compro na Argumento.. Tem tudo que a gente quer e tudo que passa a querer tb. Sabe que essas livrrarias tb fazem promoçoes interessantes. Um dia fui comprar uma biografia para Anna dar de presente dia dia dos pais, na semana seguinte todas as biografias iam ter 25% de desconto. Genial ne? Estava començandinho a polemica das biografias... Bjos Pedrita.

      Excluir
  2. As biografias era na da Vila. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cam!
      Cliquei em responder para ver se acontece alguma "coisa" :D
      Não sei opinar, porque sou compradora on-line da Saraiva. Aliás, atualmente tenho ido bem pouco em livrarias físicas para comprar livros, na maiorias das vezes é para encontrar amigos. O Júlio já até postou fotos da Livraria da Vila no Instagram. Por si, ela é charmosa!
      Talvez você não tenha sido feliz na loja da Saraiva que visitou. Tente outra! :D
      Beijus,

      Excluir
    2. Hum... aconteceu nada!! A "Coisa" não apareceu.
      Colocou o captcha? :(

      Excluir
    3. Pronto Luma,fiz ologin. Deu certo agora a noite. Bjos e obrigada pela dica!!! Otimo domingo para voce.
      Bjosss

      Excluir
  3. Eu sei bem o que está falando Camille, pois eu sinto isso quando entro nestas grandes aqui no Rio, parecem tão impessoais e a galera que trabalha lá não é tão assim bem treinadas, não conhecem quase nada por nome, têm sempre que olhar tudo no computador. Não conheço esta da Vila porque acho que não tem aqui no Rio, mas pelo que você detalhou só pode ser um lugar aconchegante e com atendimento mais pessoal, coisa que admiro muito.
    Tem uma assim lá em Itaipava, a Nobel, uma gracinha e os vendedores muito simpáticos e bem informados, facilita a compra que a gente deseja.
    um grande abraço carioca



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Beth, tem gente que nao tem treinamento nenhum e quem nem nunca leu um livro, quer o emprego. Esse pessoal da Nobel de Itaipava deve ser franquedo que esta fazendo todo possivel para tudo sair bem. Boa sorte para eles. E excelente domingo e semana para voce querida.
      Bjosss

      Excluir
  4. Camille,


    Vim lhe deixar um beijo.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida, vamos ver se consigo fazer o tal login misterioroso para desejar a voce um ótimo domingo!!!BJOSSS

      Excluir
    2. Deu certo!!!Fiz o talloginsolicitado!!! EhhhhBjossss!!!

      Excluir
  5. Eu gosto muito da livraria Thalia, aqui em Heidelberg. Mas tem em toda Alemanha.
    Eu adoro livrarias, me perco nelas...
    Achei as livrarias no Brasil enormes, e muito distrativas.
    Sobre seu comentário na Pavulagem, eu não sei e não entendo porque seu blog não atualiza mais o meu blog... :(
    Bjks e bom final de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai em Heidelberg deve ter lindas livrarias.Eta cidade linda ne? Thalia?Vou olhar no google.
      Tem umas livrarias no Brasil ondefaltamuito serviço de marketing interno,tipo gerenciamento por categorias, conhecer o habito do consumidor para ter o que ele quer e expor defor,a que ele alcance. Tem livraria que so esta interessada em vender, nao importa para quem, nao pensa em fidelizar o cliente, e ai nem se preocupa em guardar aquilo que voce jacomprou ou nao. Otimo domingo para voce amiga!!! Muito sol em Heidelberg para tornar seu dia mais solar. Aqui tb estou torcendo para nao chover.Cedinho vou para o clube tomar um sol. Amanha meu filho estara correndo a maratona de NY...Todo animado..Esta em absolutamente todas, diz que é uma forma de meditação.... Acho genial e torço por ele. Super beijos Roseane. e na torcida sempre pela sua reta de chegada,vencedora, sempre!!!!

      Excluir
  6. Cam, infelizmente eu nutro dentro de mim a mesma implicância (seriamente argumentada) contra a Saraiva. Eu até comprava on line pela Sciliano, mas depois que virou uma coisa só, piorou bastante. Fui inacreditavelmente DUAS vezes numa loja da Saraiva no shopping mais novo de Natal para ter certeza de que não tinha mesmo nenhum dos 3 livros que eu queria (detalhe, dois de cunho sociológico, nada de outro mundo). Achei, sério mesmo, que tinham informado errado e que eu não tinha encontrado a loja certa. Mas não, estava escrito lá "Saraiva" mesmo. Não satisfeita, telefonei para perguntar sobre a possibilidade de encomendar e receber na loja, o rapaz que atendeu era estoquista e não tinha ideia de como pronunciar o nome da escritora. Desisti. Never more. Só on line e se tiver promoção.

    Agora, aqui em Lisboa... Ah... Tem umas livrarias independentes que são um verdadeiro universo, fisicamente muito pequenas. Como tudo que é bom.

    Bjão! Saudade!

    Michelle

    ResponderExcluir
  7. Pois voce tocou nos pontos: nao tem informação, não tem variedade, naõ tem estoque, e os funcionarios são tremendamente baixo nivel. Não dá. Pra vender batatas dá. Chão de fabrica para vender livros, não da de jeito nenhum. O funcionario nao tem capacidade nem de dar um imput para o patrao, uma ideia sobre como foi o dia, os consumidores que entraram. Estao se lixando, o trabalho é pra mega. Deve ser aquela mega multidao de gente que entra pedindo sei la, material escolar e outros itens nada que vem com livraria, mais umas porqueiras best seller. Para uma loja de variedades, um dos segredos é ter um bom mix. De livros deve ser a mesma coisa, uma seleção curiosa de varios nichos, nao acha? E ainda, uma organização, uma arrumação, como se fosse uma decoração, onde a pessoa consegue ligar os pontos e descobrir em cada canto pelo menos alguma coisa interessante. A Saraiva é pulverisada, nao tem conteudo. Não tem noção do que estamos falando. E desconfio que seja, por que nao estao interessandos em ter clientela cativa, e sim ganhar pelo numero, a massa atrasada , as pessoas mais ignorantes, que ligam aquele livrinho mequetrefe que precisam comprar com o nome Saraiva mega. Nada contra, so que nao precisava chamar livraria. Como a Fnac nao precisava chamar livraria, embora tenha pelo menos para meu gosto livros de psicanalise num cantinho, tem alguns nichinhos e muita coisa de loja americanas, so que mais "chic". Livraria é outra parada ne? Abaixo a Saraiva. Pena que nao deu tempo de irmos na Da Vila. Na proxima. Bjossss querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ps: possivelmente estas livrarias de Lisboa vao crescer um dia, mas antes já vão ter adquirido alguma coisa de fundamental: alma. Bjoss

      Excluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.