14 julho 2013

Filme "Tese sobre um Homicidio", com Ricardo Darin. E eu tentando bancar Agatha Christie...

   Assisti ontem um pedaço e hoje o restante, da mais nova película com Ricardo Darin, o ator de nove entre dez filmes argentinos.  O que é justo, ele é excelente. E além de tudo deve ser um campeão de bilheteria. Astro tipo exportação.

Pois bem, não entendi o enredo dessa vez.  "Tese sobre um Homicidio" é cheio de complicações. E saí por aí procurando quem escreveu sobre o assunto, para quem sabe, uma dica.  Quem postou sobre o filme,  o comparou com "O Segredo de Teus Olhos", pesado, mas  excelente, em que Darin faz também um investigador. E descobre o assassino, estuprador, etc, pela posição das pessoas e seus olhares, em uma fotografia. Genial.

Agora ele faz um Advogado, que sem estar na ativa, é um super Professor. O filme começa com um curso especial dele na Universidade de Direito de Buenos Aires. E um crime acontece enquanto ele está dando aula, em frente a janela de sua classe. Bem assustador.

                                                Ricardo Darin, em cena.
 Darin, que nesse caso não é um Investigador, mas um Advogado, estava justamente falando em classe, que um Juiz sempre é o último a mexer nas evidências. Que policiais, estranhos que aparecem na cena, qualquer pessoa é capaz de entrar e mexer nos detalhes, tão importantes para entender um crime. Ele então para sua aula, desce e começa a dar uma de investigador. Fica meio obcecado pelo crime. E por uma série de evidências acredita que um de seus alunos é o criminoso.

                                                       Direção de  Hernán Goldfrid
Só que isso não basta, Esse aluno aparentemente é seu sobrinho. E a mãe do moço, que tb é Advogado, parece muitissmo com a vítima, até no corte de cabelo. Darin aparece nas fotos do garoto com oito anos, e é mais parecido com ele , do que o próprio pai. Ai tem, pensamos.

Mas, embora a compreensão do que se passa em "O Segredo dos Teus Olhos" seja clara e cristalina, pelos olhos do investigador Darin. Dessa vez a compreensão desse crime fica extremamente confusa, pela cabeça do Advogado Darin. De qualquer maneira o filme prende a atenção.  E para quem adora Buenos Aires, é um prato cheio.

Quase todos os blogs que postaram sobre o assunto foram escritos por homens, que estudaram ou ainda estudam em B.A. E todas aquelas referencias de lugares, que a mim que gosto,mas não sou assim tão envolvida, apesar de já ter perdido a conta de quantas vezes visitei a cidade, passaram completamente desapercebidas.

E a solução do crime então, para quem se gaba de ter lido na adolescência toda a obra de Agatha Christie, como eu, me deixou perplexa. Dessa vez fiquei por fora mesmo. Minha explicação: o personagem de Darin, viajou na própria fantasia. Mas é mais do que isso. Como disse algum dos blogueiros sobre o filme, talvez haja uma continuidade. Talvez na segunda parte a gente saiba quem matou, por que, e definitivamente se o tal aluno brilhante é filho do Advogado Darin.  De qualquer maneira, mais uma vez palmas para o Cinema Argentino, cada dia que passa mais empolgante, bem dirigido, bem iluminado, bem atuado por Darin e por outros as vezes nem tanto. Mas, é uma escola, de um super futuro, que já se apresenta no presente.

Foto e cartaz de divugação do filme "Tese sobre um Homicidio" encontradas no Google.

10 comentários:

  1. anotado. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando voce entender tudo direitinho,me conta. Mas o filme é otimo mesmo assim..

      Excluir
  2. Oi, Cam... Posso entrar? rs rs Tanto tempo! Fiquei atolada de assuntos totalmente voltados pra vida escolar por muitos dias e minha inspiração pro blogue ficou vagueando entre minha mente e um bate-papo ou outro. Fico feliz de poder passar por aqui novamente, com gosto e tempo para comentar.

    Li muito Agatha Christie num Brizolão que estudei no Rio. O colégio era novinho, a biblioteca e os livros também, como ninguém lia, eu aproveitava, pois eram muitos e estavam sempre disponíveis. Até tenho uma amiga que andou, quando mais nova, no Expresso do Oriente. Foi então que comentei que dele eu só conhecia o livro. Vai ver ela andou no trem na mesma época em que eu lia, anos depois estamos as duas aqui na sala bebendo e falando disso...ê mundão!

    Bom, apesar das divagações, queria ter dito que gosto desse gênero de filme e, apesar do esforço de Agatha, sou péssima em resolver mistérios... Uma vergonha.

    Sempre ouço falar muito bem do cinema argentino, mas aqui, nos grandes canais de filme, chega pouco. Como meu hábito de ver filmes começou por aqui, fico no prejuízo. Vou fazer uma pesquisa por esse, com prazer. O último que vi que envolvia algum suspense (mas também terror) foi "Os olhos de Júlia". Em espanhol, curiosamente.

    Bjão!

    Michelle

    ResponderExcluir
  3. Entre dona Michelle, e sente-se a vontade, você é sempre bem vinda aqui.
    Então tambem leu Agata Triste? Eu adorava, mas com o tempo ja adivinhava o final sim. Adorava desvendar os crimes. As vezes eram faceis, e as vezes impossiveis por que ela apresentava uns dados no final, que nao tinha dito no livro inteiro, para justificar que fulano era o criminoso e não o "mordomo".Aí, so adivinhando.
    Hoje fui com Anna Luiza, que esta de férias, ver esse novo do Brad Pitt, socorro, nao tem nada vezes nada. Um filme de zumbi com Brad Pitt. Se espremer a gente até inventa uma filosofia para o troço, por exemplo: é o fim do mundo. Mas nenhuma nação esta contra a outra. É um virus vindo sabe la de onde, que transforma a todos em zumbis. Tais a ver que aquela tese do inimigo comum para unir grupos, funciona. Fica todo mundo tão cooperativo. José Dirceu beijando a mão de Maluf, Lula beijando a boca de Collor, Dilma beijando qualquer um. Como acontece aqui nesse país. Somos mesmo um bando de zumbis.... Os filmes Argentinos tem alguma coisa no Net Flix. Procura por Ricardo Darin, por que nove entre 10 filmes ele protagoniza. O que nao tem ele e é muito bom chama-se "Medianeras". Ve se ja tem la. Bem "muderno", não mostra os lugares tipicos de Buenos Aires.... Bjos e volte sempre!!!!

    ResponderExcluir
  4. Deve ser tenso esse filme..
    Nada justifica um homicídio.
    Big Beijos
    Lulu
    http://luluonthesky.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe Lulu, esse é menos tenso e mais instigante. Imagina um professor de Direito dando uma aula sobre assassinatos, e acontece um em frente a janela da faculdade. Tem muito de investigação ai. Concordo com você: nada justifica um homicidio. Talvez uma legitima defesa. Mas tem muito perverso por ai sentando a mão em mulher e alegando legitima defesa. Enfim, tem razao. Bjos

      Excluir
  5. Este ainda não vi, mas adoro os filmes argentinos e o Darin é ótimo ator, convence sempre com aquela cara dele, o tipo de ator bom que não precisa ser bonito ou galã, ele é ator e pronto.
    Vou procurar para ver, sou fãzoca dele.
    bjs cariocas


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Beth, é ator e pronto. Um dia desses me surpreendi vendo o rosto dele em uma foto de um filme antigo e agora, como envelheceu. E não fez a minima importancia. Continua podendo fazer qualquer papel, e bem.
      O filme vai estrear no Brasil no dia 26 de julho. Espere e assista na telona que é bem mais divertido.
      Bjos!!!

      Excluir
    2. O final do Filme é o título.

      Excluir
    3. Que interessante. Não percebi isso. O final do filme é entao uma tese sobre um homicidio... Obrigada. Cam

      Excluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.