02 abril 2011

A realidade aceita tudo. O papel exige um pouco mais de coerência.

Ainda bem que isso é uma tela, não papel. Hehehehe. Bom, aqui é um terreno aparentemente livre, onde não coloco o nome que está escrito no meu RG, mas um nome de alguém que se parece muito comigo mesma. Só que, não tem profissão, nem sindicato a seguir. Pode escrever o que quiser.

Logo descubro que Camille vê a vida como uma grande aventura, uma descoberta diária, uma possibilidade de ser multipla, e apesar de ter sofrido muito, evolui e aprende a ser feliz.
Por mais que o título e o começo do texto pareça que vou falar de minhas incoerências, muito pelo contrario. Cada dia que passa encontro um elo forte entre todos os caminhos que já trilhei.

Esse título tem a ver com o fato de que prefiro mil e uma vezes ler livros sobre a vida real ( talvez um pouco romanceada, das pessoas) do que ler realmente romances. Todo mundo ainda me questiona por exemplo, por que não gostei de "Cisne Negro". Não é bem isso. Achei chato. Se eu soubesse que era uma história real, ia tentar entender. Por que o ser humano é criativo no viver, até na neurose. Muito mais criativo ainda na psicose. Mas saber que é uma história ficcional, me faz não gostar. Achei tímida na loucura, pouco coerente no desenrolar. Não chegou a ser metáfora, quis mostrar uma vida real. Virou uma barafunda. Quando poderia ter sido um belo de um conto de fadas, mas que a mocinha morre no final, igual ao cisne. Ótimo. Faz parte.


Então está explicado, nem precisava, mas lembrei disso. E lembrei por uma razão: tenho lido muitas experiencias de vida, e cada vez me encanto mais com o mundo e o ser humano. Conheço uma pessoa maravilhosa que acorda todos os dias dizendo: estou tão feliz hoje! Quem sabe eu chego lá, nesse patamar dessa criaturinha tão Mestra. Hoje tenho mais esperança em mim. ( Mas não se animem os meus detratores, conversa que estou abrindo a guarda como já fiz antes e fui tão aviltantemente magoada- continuo a dizer e reforço: desejo a vocês e seus familiares em dobro tudo aquilo que desejares a mim e aos meus. Pois tratem de ter vergonha na cara e desejem o bem da humanidade, incluindo vocês.)

Bem, trago um suco e dedico esse sabor( novidade isso) a Aninha Pontes , a Jan ( sem coca-cola) e também a Clarice Ge. A vida pode ser doce, azeda, depurativa, tudo ao mesmo tempo, não é mesmo?

Ai vai a receita:

Suco de descoberta da India (batizei agora)

Meia manga rosa
1 pera inteira ( das pequenas)
meio limão Taiti

1caulezinho de capim limão com tres folhinhas retas

1 colher de chá de açúcar mascavo.

Água de côco para cobrir tudo que já esta no liquidificador
1 colher de sopa de leite de côco

3 pedras de gelo


Tudo batido no liquidificador.
Tudo coado numa peneira de buracos grandes.

Por que India? Por que suas histórias, sabores, sons, práticas cada dia mais vem fazendo parte de minha vida. E é uma descoberta muito linda.


Boa semana gente boa.

10 comentários:

  1. O que dizer? Tal qual na Índia, cheia de mistérios, cores, sabores e ritmos, teu 'post' é uma salada tropical cheia de entrelinhas e portais dimensionais (com direito a dancinhas no fundo, com final musical, tal qual em Bollywood!)! E este suco, com uma soma de ingredientes dos mais inusitados, fez-me querer experimentar...

    Sobre livros ao mesmo tempo: faço isso aos borbotões! às vezes é ruim, porque muitos títulos terminam no ocaso das leituras abandonadas, mas, sim, também tenho meus livros "para a hora de dormir", "para os fins de semana", para depois do trabalho" etc.

    Quer dizer que não és Camille: és quem, então?! Decifra-me ou sou devorado, ré, ré!

    Abração, minha cara prenhe de vida!

    ResponderExcluir
  2. Oi Camille.
    Legal saber deste aprendizado constante através dos livros e das experiências de outras pessoas. Melhor ainda tomar conhecimento desta busca determinada de motivos para ser feliz.
    Que a tua procura seja diariamente bem-sucedida.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Cam, no seu post três pontos em comum:
    1. Assim como na vida real você não é Camille, eu também não sou Zany. Porém eu sei o seu nome real e você sabe o meu. Psiu!
    2. Eu também prefiro ler livros baseados em fatos reais. Ainda hoje terminei de ler Hans Wolf, que relata uma das milhares de tristes histórias acontecidas na época da 2ª Guerra Mundial.
    3. Também sou fã da Índia com toda a sua diversidade cultural.
    Bjs amiga e uma excelente semana pra você!!

    ResponderExcluir
  4. Cam, viver é um aprendizado. Quem nao aprende a cada dia uma coisa já morreu.

    Muitas pessoas nao gostaram desse filme, eu nao o vi, meu tempo nao dá para ir ao cinema porque nao tenho com quem deixar as criancas.

    Qto ao a esse suco difícil de eu fazê-lo por aqui porque nao temso manga rosa, nao temos o capim e por ai a fora. Mas eu sou adepta do suco verde. Esse acho ótimo porque posso colocar sempre legumes e verduras cruas que tenho em casa.

    Boa semana


    Bjao

    ResponderExcluir
  5. Camélia de Pedra é um amuleto, por assim dizer! Quem deseja o mal, só o mal colherá - é lei natural da vida!
    Pera com manga dá certo? Nunca haveria de pensar nessa mistura e parece muito bom!

    Ficarei quase que a semana toda fora e queria te passar algumas coisas, mas não deu tempo. Fica pra depois, tá?

    *Muito legal você contar o final do filme! :)

    Beijus,

    ResponderExcluir
  6. Hahahah, voce nao tinha visto? Entao nao veja Lumitcha, é baixo astral e nao diz coisa com coisa. Voce vai passar uma semana fora? Xiiii, a coisa aqui nao vai andar.... Bjos e obrigada querida!

    ResponderExcluir
  7. Camille querida:
    Fiquei com água na boca pelo suco. Você está ficando fera na mistura dos sabores. Por tentativa e erro, descobrimos coisas maravilhosas.
    Está também ficando fera, em enfrentar a vida, ou melhor, pessoas que a vida coloca em seu caminho.
    Não se preocupe com o que lhe desejam. O coração bondoso é um escudo contra essas coisas.
    A vida se encarrega de devolver à essas pessoas, aquilo que quiseram prá você. Não perca tempo nem se desgaste, desejando à elas que tenham o que lhe deseja.
    A vida cobra. E cobra muito caro.
    Um beijo.
    Ainda vamos tomar um suquinho especial juntas.

    ResponderExcluir
  8. Adorei a dica do blog amiga, e gostei mais ainda do suco e do nome, um dos meus sonhos é fazer yoga na Índia sabia? pois é, tenho até um ôm que uso sempre :)

    ResponderExcluir
  9. Oi Camille

    Não vi o filme ainda.
    Agora o suco, acho que vou tentar. rsrsrs

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  10. Cam, muitas coisas do mundo net, ainda são um mistério pra mim. Pra comentar no seu blog e em outros, eu uso o endereço da conta do google, porém o meu blog não é blogspot, mas sim zip.net(uol). Deve ser por isso que ao clicar no link, ele não dá acesso ao meu blog. Bjs!!

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.