06 novembro 2010

O texto da Luma fala de traição na união. O que você acha disso?






Tenho ouvido opiniões libertadoras com relação a casamento, união, fidelidade. Outro dia o ator principal de Tropa de Elite dizia: "o casamento é a instituiçao mais moderna que há, por que hoje a unica razão para se manter nela é o amor".
Gosto de ler sobre essas coisas, tenho uma opinião profissional sobre o assunto e uma pessoal. A pessoal é um coração partido, com um ponto de vista bem emocional. A profissional não cabe aqui nesse blog tão pessoal e descompromissado. Daí encontrei um texto que é uma sintese bem bacana feita pela Luma, a respeito de casamento/traição. E por ter considerado o artigo excepcional em clareza, pedi licença a ela para postar aqui também. O dia da postagem chegou. E agradeço a licença concedida. Então ai vai um texto da minha blogueira-musa, Luma Rosa, casada com Julio. Amada e respeitada por seu marido. E com opinião formada sobre quase tudo, como diria Raul. E eu repito aqui, acrescentando: a Luma é a maior formadora de opinião da blogosfera brasileira, e eu estou sempre na primeira fila para aplaudir. Leia você:
(onde o texto está em bold preto começando com a primeira letra em vermelho, fui eu que ressaltei por considerar muito importante)

"Par de Chifres"

De onde vem a expressão?


Ao que parece, a expressão é muito antiga. Os estudos etimológicos levam à cidade de Éfeso, no século II, onde o grego Artemidoro citou o termo kérata poiein, que significa "fazer corno a, enganar um marido".

Quer dizer, os gregos já eram cornos há centenas de milhares de anos...

"A ligação entre chifres e maridos traídos é tão antiga que não se tem referência exata da sua origem", diz o dicionarista Paulo Geiger.

O mais provável é que a expressão tenha aparecido por analogia. As fêmeas de animais chifrudos (carneiro, touro, bode) vivem ao redor de um macho único, o líder. Quando esse macho perde a fidelidade de uma delas, ele se torna brigão e ciumento e coloca os chifres em posição de ataque, partindo para cima de tudo e todos. É o mundo animal explicando a natureza humana...

Não concordo nada com a analogia, pois na sua maioria são até bastante mansos...

Ooooops, estou brincando! Bem-vindos ao futuro!

Se antigamente diziam que no ano 2000 andaríamos em carros semelhantes a naves espaciais e faríamos excursões de férias à Lua, o futuro não chegou. E se formos pensar em termos de relacionamento humano, tudo desanda!

Vejo situações inquietantes de traição dentro de 'lares' - um lugar que deveria, principalmente hoje em dia, devido à liberdade que os casais possuem de fazerem suas escolhas, serem espontâneos e colocar em prática o verdadeiro motivo que os uniu, o que vemos?

A gente acha que viu tudo na vida, que essas coisas só acontecem em novelas ou na vida dos outros, engano! Cobras existem para todos os lados e ser fiel e honesto, passou a ser coisa rara em um mundo em que se valoriza em primeiro lugar o sexo. Ok, você vai-me dizer: "Traição é coisa antiga!" E eu vou-lhe dizer: "Sim, para os dias de hoje é um comportamento antiquado!"

Hoje em dia nada justifica uma traição! Nada, nada! Pense, para cada historinha triste contada (de ambos os lados), existe uma boa solução. Ninguém é obrigado a ficar com alguém - até porque só se vive uma vez! E desculpas são formas de desonestidade.

Posso ser ingênua, mas não deixo de ser romântica, de acreditar que pessoas especiais conseguem encontrar a sua cara-metade e viver com ela toda a vida e, se possível - se houver outras vidas, vivê-las plenamente! Por isso também, amei o livro da Neiva Dias "Amor de Almas"

"Os homens são como árvores, ao se casarem dão flores, ao terem seus filhos dão frutos, e cabe a ele cuidar dos frutos para ficarem doces e não azedos e o seu grande fertilizante dever ser o amor" de Luiz Gustavo Cardoso, lido no blogue da Gisa.

Quem trai um amor, trai um amigo, trai qualquer pessoa, porque a traição está dentro dele mesmo. Traição é guerra interna, é trair a si mesmo, é medo de se entregar aquilo que é verdadeiro ou porque está incompleto; por deixar pedacinhos de si espalhados por aí, a incapacidade de entrega vai se reforçando.
Por outro lado, se pensarmos que a vida começa a cobrar responsabilidades, trair quem te conhece a fundo é fuga! Uma forma de fugir à própria realidade, acreditar que pode ser outra pessoa, aquela que você se mostra para quem não te conhece a fundo. Se relacionar superficialmente é um risco, pois como qualquer relacionamento, pode evoluir e o jogo virar!
"É um sonho esta vida,
mas um sonho febril de um instante único.
Quando dele se acorda,
vê-se que tudo é só vaidade e fumo...
Oxalá fosse um sonho bem profundo e bem longo,
um sonho que durasse até á morte!...
Eu sonharia com o meu e teu amor"
Gustavo Adolfo Bécquer

Nesta tarde estava assistindo "Escafandro e a Borboleta", filme de 2007, premiado e bastante comentado na web. Para dar um resfresh... Ele foi baseado em um livro, que narra a história verídica de Jean-Dominique Bauby, chefe de redação da Revista Elle francesa, que aos 43 anos, em consequência de um acidente vascular cerebral, é desencadeada uma doença rara "síndrome do encarceramento", que o faz ficar totalmente paralisado com exceção do seu olho esquerdo.

Para as pessoas que olham, ele é um homem morto, mas para ele que consegue "sentir na pele" sua situação, passa a reviver sua vida, relembrando os fatos do passado e usando da imaginação para melhorar o seu dia a dia, resolve colocar em prática um antigo sonho: Escrever um livro. Se para as pessoas normais esta é uma tarefa de grande esforço, imagina para alguém debilitado como Jean Do? Ele consegue com a ajuda de sua terapeuta e de seu olho esquerdo, única parte funcional do seu corpo. Um piscadela "sim", duas piscadelas "não"! E assim, letra por letra, palavras iam se formando, frases conjugando e um sonho realizando! Morreu 10 dias após concretizar esse sonho, deixando um testemunho bem escrito, do que é ter um corpo morto com intelecto bastante vivo.

Imagina quanto sofrimento, estando lúcido, analisar sua vida, enxergar seus erros e não poder retornar àquilo que vivia.

Dentro das lembranças de Jean Do, estavam as conversas cúmplices com seu pai, ambos colecionadores de amores - Casanovas! O pai se gabava de ter um casamento duradouro, porto seguro de suas traições; Refúgio para onde voltava após se perder em outras carnes - O casamento visto como a cura de todas as traições.

Existem várias temáticas dentro do livro/filme para se discutir. Mas, dentro de toda a discussão é inegável, que se temos vontade própria e somos saudáveis, temos o desejo imenso por liberdade.

Beijus,
Luma Rosa (imagens encontradas em busca no Google)

6 comentários:

  1. Achei maravilhoso o artigo.
    Especialmente quando diz que a traição está dentro da pessoa.
    Maravilha.
    E quanto a Luma, realmente, é uma das mulheres mais inteligentes e queridas que eu já conheci.
    abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  2. CAM!


    O artigo é interessante e nos leva a pensar mas nao é algo INFINITO E QUE DEVA SER DEFINITIVO.

    Nao concordo com a frase: "Quem trai um amor, trai um amigo, trai qualquer pessoa, porque a traição está dentro dele mesmo". Nao somos criancas para acreditar nessa frase.

    Eu mesma nao acredito!


    O tema é algo complexo e que devemos parrtir do principio que, numa realcao a dois, NAO HÁ MOCINHOS E BANDIDOS E nem ANJOS E DEMONIOS, o tempo todo.


    Eu já me divorciei por apenas, DESCONFIAR. Isso foi muito, mas muito tempo atrás. Hoje, eu nao faria. E nao farei...Por que tenho uma visao diferente da relacao a dois.

    Conheco homens que, vivem há decadas com a parceira e, hoje, ela decidiu nao mais se envolver com ele. E ele encontrou outra mas, tenta preservar a parceira, nao a expor. E dai?

    Há outros que encontram outra mulher e fazem da vida da esposa um inferno. Eles nao sabem lidar com a vida-dupla.


    Há outros que nao estao nem ai. Saem traindo a troco de banana.

    Há os que traem hoje e, amanha,caem na real e pensam: NAO, CHEGA..NAO É ISSO QUE ME FAZ FELIZ.



    Enfim, a vida é complexa. E muito tem se falado e vivenciado sobre o ser humano mas, NAO É CASO FECHADO. O SER HUMANO É COMPLEXO...O SER HUMANO MUDA. EVOLUI.


    No entanto, eu nao acho que um homem traia a mulher que tem com ele, cumplicidade. Incslusive, sexual.Um homem envolvido sexualmente com uma mulher, ele nao trai.


    O que homens e mulheres devem fazer é buscar o caminho para o respeito mútuo. E nesse aspecto,está, tbm, o direito de se dizer o que pensa...a dois...

    Eu, como mulher, sou franca com meu parceiro. Se eu nao sinto nada quando nosw envolvemos, eu falo. E digo mais:


    OLHA, VAMOS MUDAR UM POUCO A FORMA DE COZINHAR ESSE ARROZ, PORQUE NAO ESTOU FELIZ, ASSIM...


    E, sempre, ou quese sempre, encontramos o caminho do continuar juntos.
    bjs e dias felizes

    ResponderExcluir
  3. Concordo com voce em quase tudo. Mas esse texto da Luma contem uma opiniao. Nao é um texto jornalistico neutro a respeuito do adulterio. Nem é um texto te uma psicologa falando sobre isso. Como eu tb nao gostaria de escrever um. Nao hoje, nao por agora. O texto da Luma reflete a opiniao dela e o sentimento dela. E esse se parece com o meu. Por isso publiquei aqui. Eu nao bancaria com meu ex uma relaçao aberta ou algo assim. E penso que a a Luma vive uma relaçao bem feliz e fiel.
    Quanto a estar envolvido sexualmente com alguem e nao trair, discordo radicalmente, Existem homens que mesmo tendo uma excelente relaçao coma parceira na cama, vao buscar outras mulheres. É cultural, é psicologico, é uma necessidade de garantia de nao envolvimento ate com a tal melhor amiga com quem dorme e acorda e chama de mulher.
    Tambem acho que o texto fala de traiçao de ambos os lados, ele inclusive começa falando do corno e nao da corna ne? Mas o bacana é que o tema ainda mexe com a piniao e os sentimentos das pessoas. Bota a cachola para ferver. Obrigada por sua opiniao e depoimento.
    Beijos,
    Cam

    ResponderExcluir
  4. Cam!!!

    Eu comentei a frase que é famosa e está lá!

    Nao me detenho se Luma está ou nao feliz na vida a dois. Eu sei que eu estou. E nao deriva de relacao aberta.

    mas, mesmo assim, eu falo o que penso. nao concordo que quem trai esposa trai amigos e vice-versa.

    Há varios tipos de traicao. Varios motivos.
    Dias felizes!

    ResponderExcluir
  5. Qual frase que é famosa? Nao sabia que era uma frase famosa. Mas enfim, entendi de outro jeito. E legal voce nao concordar. Os posts estao ai para isso,para serem debatidos. Isso é otimo! Beijos Grace!!!

    ResponderExcluir
  6. Puxa vida, Camille, o tema é espinhoso, para usar uma palavra suave. Não me atrevo a emitir um julgamento definitivo no espaço limitado dos comentários. Necessitaria, no mínimo de um post - talvez uma série de três ou mais - para discorrer sobre o assunto. Me permito apenas observar que a questão é extremamente delicada e pessoal - as vivências, circunstâncias emocionais e materiais, além da educação sentimental, são alguns dos componentes que determinam o comportamento quando do enfrentamento de um dilema desta natureza. Creio que é complicado emitir uma opinião pronta e acabada, fechada dentro de um vidrinho. Cada caso é um caso. Há que ter sensibilidade para entender e perdoar ou lucidez para condenar com veemência. Citando Caetano: "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é".
    O ideal (inatingível?) seria guiar-se pela sabedoria expressa nos versos de Lealdade, canção de Wilson Batista e Jorge de Castro, também gravada pelo baiano inquieto:

    "Serei serei leal contigo
    Quando eu cansar dos teus beijos te digo
    E tu também liberdade terás
    Pra quando quiseres bater a porta sem olhar para trás
    Se o teu corpo cansar dos meus braços
    Se o teu ouvido cansar da minha voz
    Quando os teus olhos cansarem dos meus olhos
    Nao é preciso haver falsidade entre nós
    Serei serei leal contigo".

    Infelizmente, quando se trata de amor e paixão frequentemente lógica e razão esmurram a porta inutilmente. Ninguém atende. Por vezes, o bichinho verde do ciúme, aliado a mágoa, humilhação e rancor, torna audição seletiva nos fazendo ouvir apenas o que queremos. Geralmente imprecações e juras de vingança.

    Beijo.

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.