26 junho 2010

Meu filme preferido

Estou muito, mas muito feliz mesmo de ter reencontrado tantos amigos por quem tenho tanto carinho e amor e dos quais eu me afastei durante tantos anos.
Concluo então que também me afastei de coisas que eu gostava e de mim mesma.
Hoje estou quase de volta, com um pouco de medo de colocar o nariz na rua, a cara do lado de fora.
Mas com muita vontade de ver a luz do sol, visitar amigos, viajar com minha filha e minha mãe. Me deixar ser feliz.
Meu filme preferido é Imensidão Azul, aquele em que o mergulhador Jacques Mayol tem os pulmões como os dos golfinhos, capaz de armazenar tanto oxigênio, que ele pode mergulhar nas profudezas do oceano. O mar me traz uma sensação de vida, de tranquilidade. Talvez por que eu tenha passado a maior parte de minha vida perto da praia. Uma praia bonita, que eu podia recorrer todas as vezes que tivesse vontade de estar mais próxima da minha própria natureza. Agradeço a todos vocês tem me aguentado nesse processo de reemergir dos reinos abissais. Afinal de contas não sou Jacques Mayol e estava quase sem ar. Mas acredito que somos como os golfinhos. Que mesmo muito tempo em cativeiro, são capazes de retornar a sua liberdade mais essencial.
Beijos para vocês amigos. E mais uma vez, obrigada por essa força que também é tão real.

4 comentários:

  1. Felicidade em constante progressão, hein? A cada post, mais uma constatação de ânimo! Que bom!

    E essa foto?

    Já ouvi muito falarem sobre esse filme, por negligência é que nunca criei oportunidades de vê-lo.

    Como sou leitora nova, sei que o agradecimento não cai para mim e sim para seus anteriores amigos. Mas fico feliz de saber da sua "retomada de liberdade", de qualquer maneira.

    Comigo? Tudo bem. Tive uma semana difícil, mas nada que justifique reclamações. Foram só alguns espinhos na relação profissional que não casaram bem com uma semana de TPM.

    Hoje vou pintar o cabelo. Acredite, nunca fiz isso. De repente, a coragem aparece junto de uma vontade fútil de "mudar" alguma coisa (de fora, porque de dentro mudo todos os dias). Depois conto o resultado (acho que não vou gostar, mas não desistirei!). Tenho hora marcada, 11h, para estar de novo visual. Aí, serão ainda 7h da matina.

    Acho que meu próximo texto no blogue será sobre a superficialidade dos relacionamentos na Internet, pois recentemente vivi um episódio deprimente na rede, um infeliz mal entendido com uma amiga com quem convivo "na vida real". Concluí que a Internet tem também esse poder de tornar superficial uma relação que antes era profunda. Enfim...

    Bom fim de semana!

    Bjs,
    Michelle

    ResponderExcluir
  2. Cam, adoro esta forma metafórica que você escreve relacionando coisa, quer sejam reais, quer sejam ficção, com fatos da sua vida. Que bom esta sua vontade de mudar, dar a volta por cima e encarar a vida de frente, sem medo de ser feliz. Você merece!!Bjs e um bom final de semana pra você e família!!

    ResponderExcluir
  3. A vida tem que acontecer para ser 'vida'. Fico feliz por você, Cam!

    Conhece? http://www.vamoscozinhar.com.br/

    Bom domingo! Beijus,

    ResponderExcluir
  4. Certa vez minha mamma me disse "a vida é boa demais para ser inventada" e eu lembro que eu disse "você acha isso mesmo? Porque eu acho que tudo que é bom mesmo precisa no mínimo ser reinventado". Ela me olhou de soslaio, sorriu e fez um carinho na minha cabeça. Mais tarde ela disse ao mio babo "as crianças tem uma visão tão simples das coisas, acho que elas nascem poetas e aos poucos se tornam humanas. Essa é a parte chata, o que fazer para isso não acontecer?"
    Não lembro se teve resposta pra isso, sei apenas que nunca esqueci. rs
    Bacio

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.