16 abril 2007

A Vida dos Outros

Fui assistir a esse filme maravilhoso, no cinema Angélica, que eu não ia ha tanto tempo: "A Vida dos Outros". Mostra o momento político que antecede a queda do muro de Berlim- o filme é alemão-toda a insatisfação quanto à ditadura socialista- sim socialistas também fazem ditaduras parecidas com as nossas: falta de liberdade, prisões arbitrárias, interrogários humilhantes, tortura. Com a diferença da Alemanha ser um país de muito menos contrastes sociais que o nosso Brasil. A luta aqui era pela "igualdade a quem trabalha", por melhores condiçoes de vida para todos, e claro, pelas liberdades democráticas. Lá na Alemanha a coisa ficava pelas liberdades democráticas. Por que se restritas, os danos vão se acumulando até chegar a miséria de muitos e a todas as desigualdades possíveis mesmo. Uma coisa leva a outra.
Então o filme conta a história de um escritor, também roteirista de Teatro, que vive com uma atriz bonita e carismática, mas cheia de contradições perigosas. Ela se torna amante de um ministro, para receber favores culturais vamos dizer assim, além de um remédio ilegal que não dá para entender do que se trata: se é bola para dormir, para tirar o apetite, um remédio para o tratamento de cancer, enfim, seja lá para que, ela precisava dormir com o ministro cretino para conseguir. Esse escritor, por ter muitos amigos contra o governo, ele mesmo ficava meio em cima do muro, literalmente- tem sua casa toda grampeada e um chefe da polícia, especialista em interrogatórios está sempre na espreita e na escuta. A história desse homem, que fica ouvindo e vivendo a vida e as emoções dos outros, por tabela, é que faz desse filme um dos mais interessantes que eu já vi. Vale totalmente o ingresso, seja lá em que moeda for. Assista.
Quanto ao cinema Angélica, me fez lembrar de um tempo remoto da minha própria história, quando tudo era tão diferente, como se eu mesma tivesse já vivido uma outra vida e sido uma outra pessoa. Assim é a nossa vida e também a vida dos outros.

14 comentários:

  1. Eu ainda quero ver este filme, só que por enquanto ainda não dá, não entendo nada de alemão e aqui os filmes não tem tradução. Uma pena.

    ResponderExcluir
  2. Bom retorno, senhora. As ditaduras servem para isso, para nivelar por baixo. Se na Alemanha não havia gandes desigualdades sociais, depois da queda do muro, o que se viu foi um país e meio se juntando.
    Valeu a indicação.

    ResponderExcluir
  3. Não assistí o filme, mas pelo teu relato deve ser bem interessante. Podemos nos perceber como outra pessoa no passado... a vida tem este poder de transformação, mas a essência do que fomos não se perde.
    Beijo Camille

    ResponderExcluir
  4. Esse filme fou super bajulado aqui antes mesmo de receber indicação para o Oscar. Sim o cinema alemão está fazendo progressos, mas de cada 5, 2 no máximo valem realmente a pena!!!

    ResponderExcluir
  5. Paulo Outi08:06

    Obrigado pela dica.

    Vou te dizer uma coisa, faz um bom tempo que eu não vou ao cinema, devido à falta de grana, e também porque estou estudando bastante nos finais de semana também, pois pretendo prestar uma prova no final do ano. Vou guardar o nome do filme em minha agenda, e quem sabe no ano que vem...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Márcia(clarinha)11:34

    Seguirei sua dica...sempre maravilhosas.
    lindo dia,flor
    beijosssssssss

    ResponderExcluir
  7. PPRangel11:38

    Obrigado pela visita, Camille, e obrigado pelas dicas de NY. Fui lá uma vez só e fui tão maltratado que nunca mais voltei. Para teatro prefiro Londres, que além de mais gentil, é só um pulo de Prais! Agora, caindo na real, as Forças Armadas estão prestes a intervir no Rio de Janeiro, a pedido do nosso governador. Sensação esquisita, aperto no peito...

    ResponderExcluir
  8. Fiquei com muita vontade de assitir Camille, eu gosto de filmes alemães. Adeus, Lenin eu já vi umas 500 vezes. Um cheiro no coração amiga e olha a coluna tá melhorando ;).

    ResponderExcluir
  9. Quando será que vai chegar aqui na roça?? (rs*) Legal a Alemanha mostrar pro mundo as suas fraquezas! Beijus

    ResponderExcluir
  10. Oi Cam!
    Agrade§o seus comentários sempre carinhosos.
    Ainda bem q vc não sumiu por muito tempo e retornou logo p nos dar notícias.
    Mas falando de filme digo a mesma coisa da Luma:
    Qdo será q chega aqui nos "meus matos?" rsrsrsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Camila,

    não vi esse filme ainda, mas com certeza tá na minha lista. Você indicando agora, vou procurar ver o mais rápido possivel, fiquei muito curiosa.


    Beijo grande

    ResponderExcluir
  12. Lou Salomé18:19

    Puxa, também quero ver esse filme. Nem sabia que exisitia esse cinema Angelica. A gente tá falando da mesma Angelica, né? Beijos, querida.

    ResponderExcluir
  13. de briga com a racinha?! aguente firme, um dia eles se rendem...rs!
    bjs!

    ResponderExcluir
  14. Lou Salomé20:00

    Ahaha, algo bem que me dizia que não era a mesma Angelica... Viu que doida eu ainda não sou. Beijos, querida. Ainda não sei o que farei afinal com o blog, mas estou meio cansada dele, sim.

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.