20 agosto 2014

"Pequenas Misses." Que concurso mais triste.

  Ontem assisti uma parte do programa de televisão "Pequenas Misses". São meninas e alguns meninos- bebês de um ou dois anos, até sete anos ( o que eu vi) , em  concurso de beleza, onde são julgados por aparência, vestimenta, interação com o júri, capacidade de dançar, representar, se exibir de alguma forma.

 Interessante observar a falta de cuidado próprio das mães e de alguns pais presentes. A maior parte,  pessoas com questões sérias de obesidade- que é um mal que acomete os americanos, mega adeptos do fast food- mas dá o que pensar. Parecem pessoas que já desistiram de ser, e passaram a investir em uma imagem ideal para seus filhos, e numa  realização através desse investimento..
                                                                 Shirley Temple
   A estética da coisa, muitos cachos na cabeça e vestidos cheios de babados, remete a um tempo "Shirley Temple", a menina precoce que deu certo no cinema. Bem segunda grande guerra. Quer dizer, toda aquela miscelânea de patriotismo, com glória. Quem vê esse programa sente gosto de coisa passada, e de melancolia,   por trás daquelas movimentos estereotipados das coitadas das crianças que estão ali dando tudo de si para agradar aos seus pais.
                                                        " Pequena Miss"
  O desespero e torcida daquelas mães como se aquilo fosse um tudo ou nada. As caras das juradas- sorrindo de satisfação diante das dancinhas bizarras, coreografias que  mães  fazem junto,  da platéia,  para, a criança se espelhar,  no caso de  esquecer um daqueles movimentos.  Algumas, com toda razão,  se intimidam com tal certame. E assim recebem o olhar severo e desaprovador das juradas e a frustração evidente das mães.
                                                                Dá para acreditar?
  O prêmio principal é de 500 dólares, que a criança recebe como se fosse um leque de notas e assim segura. Aquele totem, o " money,money, money".Suponho que seja uma camada menos favorecida da população, que possa estar ali sem outras opções, na luta pelo  pão de cada dia. Ao mesmo tempo, dinheiro é gasto, e talvez muito, em penteados, diferentes vestimentas especiais para o concurso, maquiagens.

Não entendi com que periodicidade aquilo acontece. Mas percebi que os concorrentes já se conheciam de vezes anteriores. Parece mais uma indústria. Um rolo compressor ao qual essas famílias estão  submetidas de bom grado, sem  muita noção do que estão fazendo. Sem consciência de si ou do mundo. Apenas o produto de uma sociedade calcada nas aparências, no poderio bélico, na força do dinheiro, no exibicionismo. Aquilo não é show que se preze. No final das contas tem mais cara de uma guerra bruta e cheia de ansiedade. Violência contra a infância,  me parece. Filhas e filhos de mães e pais infantilizados,  inchados e ardidos por  feridas narcísicas a serem curadas por seus pequenos tesouros. Não recomendo  de jeito nenhum. Mude correndo de canal. Pena que as pequenas misses não tenham como fazer a mesma coisa. .
   Criança  merece ter infância, riso solto, espontaneidade, alegria de viver, liberdade de ser,  amor incondicional, segurança, pais amadurecidos e suficientemente bons... Concorda?

Imagens encontradas no Google. Blog sem fins lucrativos. Caso uma delas pertença a você, coloco aqui o crédito ou retiro a imagem, como preferir. Grata.

Leia "Mulheres Também Gostam de Contar". Editora Scortecci.

6 comentários:

  1. Triste mesmo Cam. Ana Luísa (4 anos), a criança de casa,adora estar de pé no chão e descabelada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delicia Zany. É o que podemos dar aos nossos filhos: VIDA e caminho reto A loucura total desse mundo, que fique do lado de fora. E eles vão aprendendo a conviver com discernimento. Estou super feliz que você voltou a blogosfera. Que bom!!! Tinha que puxar um cordão de desertores dessa escrita diária e sem compromisso.
      Bjossss

      Excluir
  2. Eu já vi esse programa. Tenho pena das crianças que são submetidas a esses concursos. Muitas participam para realizar o sonho das mães.
    big beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VerdadeLulu, suam a camisa para serem amadas. Dureza. Bjoss

      Excluir
  3. Oi Cam!

    Eu acho abominável esse tipo de concurso! As meninas são "manipuladas" e se tornam "mini adultas" - e estão longe de ser adolescentes- , são apenas crianças perdendo a infância em prol de pais que não tem objetivo - que não expor as pequenas. Cultura? Não creio. Lamentável. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você. A palavra abominável é boa para descrever a situação toda. É, devia ser proibido isso. Tem crianças que são humilhadas. E não tem escolha:"dá para artista" ou não dá, tem que participar. Triste ne? Bjoss

      Excluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.