14 setembro 2013

"Não há o que perdoar por isso mesmo é que há de haver mais compaixão".

Para hoje, uma parte da letra de Gilberto Gil, "Drão"

"Os meninos são todos sãos
Os pecados são todos meus
Deus sabe a minha confissão
Não há o que perdoar
Por isso mesmo é que há de haver mais compaixão
Quem poderá fazer
Aquele amor morrer
Se o amor é como um grão
Morre, nasce trigo
Vive, morre pão",,,,,

A mim parece uma boa mensagem, em um mundo onde esse conceito "perdão" ainda não está nem bem entendido, nem bem praticado, por ninguém.  Temos tanto  a aprender, sobre todo esse universo.  Enquanto houver possibilidade, vamos em frente.

7 comentários:

  1. Camille...

    Difícil perdoar, mas é tão necessário... tão libertador... mas dói tanto qto ficar sem perdoar. Acho que falei demais...

    Uma linda semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que "falou demais" Clara? Falou o que pensa, sem magoar ninguem, sem se expor. Então esta ótimo. Perdoar é mesmo libertador. Nem sempre sabemos perdoar, mas esquecer, nos tornar indiferentes a alguma coisa.
      Perdoar passa por cima do homem -ao natural- que tem aquela vontade de revidar. Por isso perdoar é um conceito tão religioso-é bonito perdoar. Ou esconder de si, o que ofende. Ou então tentar entender de verdade, que aquilo não foi pessoal.
      Estava aqui me referindo ao Dia do Perdão, mas não tornei isso claro. Para que toda pessoas falasse do que é o perdoar para si. Bjos Clara, boa semana!!!

      Excluir
  2. Perdoar também é gostar de continuar livre.
    Porque o não perdão nos agrilhoa à raiva, e esta nos causa dores de estômago, enquanto deixa o não perdoado na maior felicidade...
    Não perdoar, é imperdoável...
    Não conhecia o teu blogue, mas comentei há pouco num blogue de um amigo comum e apeteceu-me visitar-te. E ainda bem, porque gostei do que vi.
    Um beijo, Bárbara.

    ResponderExcluir
  3. Ola Nilson, muito grata pela visita e o comentário.
    Pois não sei se o não perdoa nos prende a raiva, e deixa o não perdoado na maior felicidade. Acredito que quando vamos falar de uma palavra, um conceito( aprendi isso mesmo) precisamos primeiro definir o que é a "categoria" que estamos examinando. Pode ser que perdão para mim, não seja o mesmo que para você, nem o mesmo para o fulano ou a fulana ali da frente. Mas outra coisa.
    É um contei tao profundo que valem muitas reflexões. Bacana ter deixado aqui a sua, e a sua opinião. Um abraço.
    Cam( barbara nao é meu nome, é só um apelido que nao estou conseguindo tirar daqui, hehehe, grudou- tecnicamente falando)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou digitando mal, as teclas estao falhando.
      Entao corrigindo na ordem:
      o não perdoado
      É um conceito

      Excluir
  4. Cam, da mesma forma que queremos que alguém nos perdoe, ou nos desculpe um mal ou mal feito que fizemos, assim tb devemos agir com as pessoas que nos fazem grande mal.

    A Biblia ainda fala de vc perdoar mesmo que a pessoa nem te tenha pedido perdao, mesmo que ela te tenha magoado, te ferido, te feito grande mal, é ai que está a essencia do perdao que Jesus fala.
    A Biblia ainda fala: se vc me trouxer alguma coisa como presente para a minha casa e se lembrar que precisa perdoar alguém ou ser perdoado. Deixa o teu presente ai mesmo neste lugar, vai primeiro em busca do perdao e depois volte, assim eu aceitarei a tua dádiva.

    Ao longo das nossas vidas vamos semaendo uma grande confusao e é dificil pedir perdao.
    Pessoas que nos passaram para traz, pessoas que nos enganaram, pessoas que falaram mal da gente, numa separacao entre marido e mulher, caminhos difíceis esses, mas Jesus diz: perdoa, te liberta e te dá saúde. Pura verdade.

    Hoje estou aqui, falando sobre festas infantis. Passe por lá para conhecer este blog.

    http://casosecoisasdabonfa.blogspot.de/2013/09/a-diferenca-entre-as-festas-infantis-no.html

    Bjos Georgia e um lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Georgia,
      Somente hoje vi seu comentário. Me desculpe por não ter respondido antes.
      Bacana a sua argumentação. O blog é mesmo um lugar de diálogo. Senão escreveríamos em um lugar privado. Respeito sua maneira de ver, o que não contradiz o que está escrito. A música fala de haver mais compaixão. Que entendo como esse perdão que não foi nem pedido. Um beijo para você e boa semana.
      Cam

      Excluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.