07 outubro 2012

Selton Mello e seus projetos bacanas: aguardo a próxima “Sessão de Terapia”.


Sou muito fã do Selton  Mello. Há  pouco  tempo atrás  uma  tchurma de psis  -numa  rede social-  se derretia  a dizer que gostaria  de ser ou ter sido  terapeuta dele.  Entrei na conversa e disse- eu   também.

Adoro ver como  ele é maravilhoso  ator,  diretor  e pessoa.  E  com a divulgação da  série na   GNT,  “Sessão de  Terapia”,     saber  que   o moço  se serviu  da   sua  boa  análise para  crescer na   profissão. Seu esforço pessoal,  acompanhado  por  seu  ou sua  psicanalista.

 
                                                           foto dedivulgação, site da GNT
 
Torço pelo  Selton,  talvez  mais do que para outros  também  talentosos atores,  por que  ele vai além. E  além  de tudo, é generoso.     faz  tempo que me comovo  com a forma  com que ele  agrega   grandes  artistas  ao seu   elenco.  E transforma  pessoas que estariam   naquilo que se chama  de “ostracismo” -  eita   mundo  quase sempre  cruel  e  em geral, sem  caráter-  em  produção preciosa e  rara.   O que  foi aquela cena   de Moacir  Franco em  “O  Palhaço” ,  relembro  mais uma  vez aqui,  do que a prova   do  brilhantismo que   uma  boa  parceria  traz à tona?

E o que é  uma sessão de terapia, de análise- que uma boa   e bela  parceria?  Onde duas almas  se encontram,  uma expõe  seus sentimentos  e, a   outra , “metaboliza”  os  próprios   apurando a  sua   escuta ,  sem  atrapalhar quem  está falando.   O excesso, se  houver,    guarda para depois.  Por que aquela hora é  totalmente a hora do paciente.  Do analisando.  Daquele que fala  para si,  mas  confia na presença  de seu  terapeuta.  Na sua atenção, pontuação, intervenção.  Na certeza de que suas palavras  não  estão  sendo  jogadas  ao   vento,   ele começa  a  respeita-las   também.  A  escutar-se.  E   mais  ainda,  a  articular   seu   próprio  discurso,   prova  clara  para si de que está  re-conhecendo-se ,   aprofundando,  fazendo  emergir conteúdos.  Dando  novos   sentidos  a questões  que antes pareciam tão  difíceis , que muitas  vezes   nem   podiam  sequer ser pronunciadas,  ou pensadas ,   ou vistas.
                                                foto de "Sessão de Terapia", site da GNT

E o  terapeuta continua  ali.   Acompanhando  essa trajetória.   Até  o  dia  em que o analisando,  se autorize  a partir.  Até lá ele  escuta,  mesmo que  seja  por muitos e muitos anos.  Até o  processo  da   dupla  não ser mais  necessário .  O ator se transforme  em diretor. Como  o  Selton. O analisando  em  seu próprio  analista.

Amo  muito tudo isso,  como  diria  minha amiga  Pa , que agora vive na terra  da princesa de  topless.  E antes,  trabalhava com  grupos   de droga   adição.  Vai estudar   minha  amiga, e quando voltar  tudo estará   aqui a tua  espera.  Foi acompanhar o marido...  E quem  disse que terapeuta não sofre,   não erra  na vida,  no  trabalho, nas  próprias  escolhas? Não tem  seus   grandes  dilemas?  Como   disse outra  amiga,  Ana Paula - separada e com  namorado  novo- não  tenha  medo:   não sou adivinha,  não sei o que você pensa, sente ,   pelamordedeus,  não vou te "analisar"- só quero  alguém  para dar uns beijos na   boca-“ psicóloga  também  é gente!!!!!!”

Voltando ao Selton,  sem  nunca tê-lo  deixado   de lado  nessa   página  - muito  boa  a tua série  moço  bonito.   Com o decorrer  do  tempo imagino  que os   atores  estarão  mais  azeitados  com seus personagens.  E cada drama fluirá -ou não -com vontade.  O melhor  de tudo isso  é   popularizar. Desmitificar.  Mostrar para o público que é acessível  e,  de  jeito  nenhum,  é coisa –só-  para “maluco”. É para quem quer  ficar bem,  entender o  mundo, conhecer a  si,  aos outros,   se situar.  É  para você  sim,  para mim,  para quem  se dispuser e puder  mergulhar.

Sucesso para a série,  que assisti ontem  toda de  uma vez.  Não....  faltou o capitulo da  Maria   Fernanda  Candido. Como  domingo  passa de novo,   verei  hoje.  E espero assistir  todo  final de semana.   Excelente a idéia de passar durante a semana e repetir no  “findi”.   Está valendo.  Assista você  também.  É uma  boa hora para aderir  a essa ideia.  Ainda mais quando vem assim representada,  com  tanto talento.

12 comentários:

  1. eu tenho adorado a série. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tambem amiga. Que compentencia tem nossos artistas nao é: Lindos!!!
      Bjao

      Excluir
  2. Ainda não vi a série, mas sou fã do trabalho do Selton.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena Lulu, ele esta batendo um bolão como diretor. Bjos

      Excluir
  3. Eu nao vi a série, mas Selton é talentoso, sempre gosto do que faz.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entao assista Fadinha.´Você vai gostar bastante. Tem a historia de uma moça,uma guria de 16 anos. Para quem tem filha... é pra ficar de olho
      mesmo...e ainda se divertir. Hoje tem. Tem todo dia pelo que entendi. Efalou eu ver mais um. A Maria Luiza Mendonça tb trabalha e nao vi o capitulo dela naqueles todos juntos...quero ver.Ela é excelente.
      Bjao

      Excluir
  4. Adoro o Selton. Ontem eu assisti o filme "O Palhaço". No começo achei meio parado, como a maioria dos filmes nacionais, mas depois gostei. E a parte do Moacir Franco foi sensacional. Sabe que custei a reconhecer ele? Acostumado em vê-lo com aquela cara de riso sempre....
    Esse episódio que vc disse, vou dar um jeito de assistir. Se é com Selton, é bom!

    Camille, querida, uma ótima semana pra vc!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Menina é o palhaço,e eu escrevi- o circo,heheheeh.Vou mudar. Realmente a cena tal é muito bacana.E o Selton faz tempo que é sensacional. Tem uns filmes ate meio bizarros, feito "O Cheiro do Ralo",meio totalmente, mas é muito bom tb.
    Bjs querida. Como vai a vida? Mande noticias!!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu assisti apenas o primeiro episódio e cansei. Não gostei. Não sei exatamente o que faltou para mim. Achei que iria gostar, mas também achei que iria gostar do filme "palhaço" mas não gostei. Os projetos dele são interessantes sim. Gosto da forma como o humano se manifesta sem falsos diagramas. O Selton é um ator, diretor, produtor. É um humano em movimento e isso me cativa. Gosto muito dele, em especial, gosto de ouví-lo falando de um projeto.
    bacio carissima

    ResponderExcluir
  7. OI Lu nao assisti o primeiro,o segundo nao é mais interessante e nem o terceiro. Assisti todos de uma vez e gostei do projeto. Mas voce disse tudo, o Selton é um humano em movimento e éisso tbo que mais gosto. Gostei sim do Palhaço, mas basta terum certo repertorio para saber de onde veio a inspiraçao. Que acabamos pegandomesmo, é cultural. Mas o moço é gente que faz, sem medo de ser feliz. Me parece que ele se atira, mantendo uma certa prudencia, é claro.Ouvi-lo falar traz entusiasmo, por que é umsujeito apaixonado pelo que faz. Good.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Gostei do filme "O palhaço", assim como de outros trabalhos do Selton Mello. Olhando para ele e para a trajetória profissional, a gente saca que não tem nada da geração "malhação" de atores. Aquela oficina que produz atores debilóides.
    Confesso que esperei mais da "Sessão de Terapia", talvez por causa da massificação da propaganda da série em todos os intervalos do GNT. Foi uma boa publicidade. No dia da estréia, acabei esquecendo! Comecei mal! Daí coloquei para gravar o restante, só que ao assistir o segundo episódio - que era com um péssimo ator - achei tudo muito chato e, um disperdício do talento dos demais. Resumo: Apaguei todos os outros episódios que já tinha gravado.
    Foi uma decepção! O Breno é um chato!! :) Tadinho do Theo ter que aguentar tanta neura!! Deus salve os terapeutas!!
    Bom feriado!! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida, confesso tb que nao tive a oportunidade de assistir mais nenhum, entao nao sei o desenrolar, que pode fazer subir ou despencar do meu conceito. A serie apresenta uma maneira tradicional de trabalhar, onde o analista interpreta ate uma coçada de cabeça( o que definitvamente, nao é a minha).A tentativa é mostrar diversas formas de neurose. Parece bom no sentido de mostrar que nao é coisa pra doido.Tenho certeza de que muito psi vai meter o malho na série. Primeiro por que nao faz parte do show elogiar,depois por que realmente é uma forma de se conduzir meio arcaica.De toda forma cada psi tem a sua letra, e cada um tb,os pacientes que merece. Bjao, bom feriado!!!

      Excluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.