10 janeiro 2012

Ai quem me dera ir-me contigo agora, a um horizonte firme.

Esses dias ensolarados que eu e minha filha temos passado aqui, tem sido acompanhados de amigos muito queridos e talentosos. Pessoas com quem tenho afinidades as mais diversas. Por motivos vários. Uma delas, é a música. Assim pude me lembrar de letras, biografias que li, histórias de compositores que eu ouvi, e até das partituras que aprendi quando tocava violão. Notas que de alguma forma entraram na minha vida e também na dessas pessoas. Fiquei na cabeça com uma poesia do Vinicius de Moraes, musicada por ele mesmo, me parece, e que a Clara Nunes cantava tão bonito. Então deixo aqui para vocês, num momentinho que a internet resolveu funcionar. Lembrar de uma letra de música é sinal de relax e felicidade. Prova de que há um espaço mais amplo para pensar em coisas boas. ( Quando voltar para SP, vou visitar os blogues de todo mundo. Nesse momento, não estou conseguindo acessar.) Aproveito para comentar esse título da poesia: é um tempo de verbo, mas é também uma ironia do poetinha que eu sempre amei. Não existe nada nem ninguém mais-que-perfeito. Portanto, não há necessidade de exibicionismos de toda ordem, que refletem tanta insegurança que nós apesar de sabermos que tudo é tão efêmero e passageiro, teimamos em sentir. Aceitar-se é pré-condição para ser aceito e aceitar as outras pessoas como elas são. Imperfeitas e por isso mesmo perfeitamente humanas. Um beijo da Cam.



O Mais-Que-Perfeito

Vinicius de Moraes

Ah, quem me dera
Ir-me contigo agora
A um horizonte firme, comum
Embora
Ah, quem me dera amar-te
Sem mais ciúmes
De alguém em algum lugar
Que nem presumes

Ah, quem me dera ver-te
Sempre a meu lado
Sem precisar dizer-te
Jamais cuidado
Ah, quem me dera ter-te
Como um lugar
Plantado num chão verde
Para eu morar-te

Ah, quem me dera ter-te
Morar-te até morrer-te

3 comentários:

  1. super verdade. Aceitar a si e ao outro é tarefa difícil mas necessária

    ResponderExcluir
  2. Oi, Camille

    Às vezes as diferenças dos outros nos perturba muito, mas imagina que coisa mais sem graça se fôssemos todos iguais? Eu não suportaria alguém igual a mim!
    Eu viajo qdo ouço ou leio Vinícius... sou fã...

    Boas férias!
    beijosssss

    ResponderExcluir
  3. Cam, vc está de férias, nao se preocupe em nos visitar. Sabemos te esperar.

    Aproveita o sol...

    Um grde beijo

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.