19 dezembro 2010

Deus dá o frio conforme o cobertor?


Deus dá ou deixa de dar é uma forma de entender o mundo e a condição humana. Pode ser que Deus nem dê coisa nenhuma, e tudo aconteça de uma forma aleatória depois que essa engrenagem que é o universo começou a funcionar. Foi desde sempre? Nao sei. O que veio antes de tudo? O nada? De que cor é o nada? Que aspecto tem? Não tenho a menor idéia.
O fato é que estamos aqui vivos e um dia iremos morrer. O que vai acontecer conosco depois é um mistério. Dizem que alguns voltaram para contar como é no outro plano de existencia, para além desse tempo aqui. Para além de qualquer tempo. Eu acredito, mas não ouvi da boca do espirito essa revelação. Me convém acreditar, me agrada e me conforta acreditar.
O filme Nosso Lar para mim foi um bálsamo. A finitude me angustia. Pensar que o mundo todo pode se acabar num big bang já me faz questionar o por que da existencia. Tanta luta para tudo terminar num big bang?
Acabei de ler um post no blog da Jeanne, o depoimento de uma mãe que perdeu o unico filho. Li esse post tão estarrecedor quanto bonito, depois de uma noite de insonia perante problemas que já se tornaram cronicos e que tenho a esperança de sanar daqui a pouco. Depois de uma noite de insonia, ficamos mais frágeis e com um desconforto maior diante das agruras da vida. Sorte que hoje é domingo, dá para recuperar.
Mas e essa mãe que perdeu o filho? Não da para recuperar. Essa dor deve ser a maior do mundo. Desse mundo que vivemos, o mundo dos humanos, mortais.
Nada queremos saber sobre isso, é verdade. Mas tem pessoas que são obrigadas a encarar. A vida impõe e se impõe ao nosso hábito de avestruz.
Melhor saber do outro, entender o sofrimento do outro, do que viver, nós mesmos, uma coisa tão, tão dificil.
Que possamos então aprender com quem já sabe aonde a vida pode chegar: na morte. E saber que podemos transcender nossos pequenos problemas, por que alguém já superou um que parecia insuperável.
Enfim, bom dia para nós todos. E que essa jornada seja produtiva. Ou pelo menos, melhor vivida daqui para a frente. Sempre em evolução. Como o universo que prosegue se expandindo. (IMAGEM ENCONTRADA EM BUSCA NO GOOGLE)

5 comentários:

  1. oi, qrda, boa sorte!
    deus- p mim é uma criação de cada um- cada um tem o deus q precisa- p mim ele não dá nada- a gente tem q ir atrás. O meu Deus é bom, mas alheio a tudo.
    Que o seu deus te ajude a resolver tudo- faça meditação-ajuda.
    Bjão Laura

    ResponderExcluir
  2. Camilla, Deus ou seja lá o que for, nos livre desta dor, que deve mesmo ser a maior do mundo. Melhor aprender observando a dor do outro do que ter que vivê-la na pele, sem dúvidas. Conforto para sua amiga.
    Um beijo e ótimo Natal.

    ResponderExcluir
  3. Antes do meu pai partir para o outro plano, eu tinha medo da morte. Hoje não tenho mais, pq tenho a certeza de que a vida continua e eu irei encontrá-lo, assim como tantos entes queridos que já se foram.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  4. Camille, apesar de estar dentro de uma casa espirita e vivenciar pequenos milagres quase que semanalmente, apesar de ter tido oportunidade de assistir nas sessões espiritas o fenômeno da vida após a morte, sou constantemente corroída por todas as tuas dúvidas...
    É tudo muito grandioso para nossa imensa fragilidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não sei, não gosto muito de entrar na questão do que veio primeiro ou veio depois. Pra mim importa mesmo é que veio e ponto final. rs
    Acho que as coisas são naturais e acontecem para que a gente aprenda e as perdas também são forma de aprendizado e depende sempre a importancia que damos a tudo isso.
    Eu acho que o ser humano se adapta as coisas e demora a se acostumar as outras. Por isso quando se perde algo o tempo que demora para se acostumar a ausência é que faz a diferença. Não é fácil, mas não podemos complicar tudo.
    Enfim, somos humanos, não é mesmo?
    Bacio e bom verão pra você.

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.