25 agosto 2010

Tão tênue a vida, precisa ser vivida.


Quem já passou por uma situação de risco, seja em hospital, seja em acidente, sabe o quanto a vida nos escapa e como é dificil a luta para permanecer vivo. Mesmo que não tenhamos sabido da gravidade real de nossos problemas, lutamos com todas as nossas forças para permanecer aqui. Nos descobrimos nos apegando em pequenas palavras de conforto que já nos disseram um dia, nas rezas que prometeram fazer por nós, nos motivos familiares que temos para estar inteiros. As vezes toda essa reação é inconsciente. É instintiva e aparentemente imperceptível. Mas aos poucos esses conteúdos vão emergindo, e agradecemos a nós mesmos pela nossa capacidade de sermos fortes.
No ano passado passei por uma situaçao assim, e me lembro dos pensamentos que me impediram de sucumbir numa UTI de um pós-operatório complicado, onde tive que ser reanimada várias vezes. Lembro de uma luta feroz, do pensamento, do corpo, para permanecer presente e viver. E agradeço a todos que me deram força antes e depois, certamente jamais esquecerei das pessoas que estiveram por perto.
Hoje meu primo L. C. teve alta de um hospital, depois de passar quase dez dias em uma UTI.
O que ele teve, não me cabe relatar aqui . Mas ele conseguiu vencer. E passou a fazer parte de uma estatística bem reduzida das pessoas que escapam ilesas da situação de risco que passou. Parabéns meu primo, você venceu. Daqui a uns dias vai se lembrar dos seus pensamentos, do quanto você lutou pela sua vida, a que palavras, sentimentos e imagens se apegou para ter forças e reagir. Vai se lembrar do quanto você é forte. E essa lembrança vai fazer com que você passe a ver a sua vida de outra maneira. Buscando a serenidade, sempre. Por que provou não só da sua tenacidade, mas também do aspecto tênue que a vida tem. Pode ir tão fácil como uma brisa que passa. E é preciso ser um leão duro na queda para segura-la no ar, equilibrando-se como um malabarista por um fio. E afirmar para si: eu quero ficar.
(imagem Site Gurdieff-Brasil)

7 comentários:

  1. Camille,
    Muito bonita tua reflexão e acredito que nós somos aquilo que queremos, portanto se queremos viver, a vida se faz presente, mantém-se e deve ter sido isso com seu primo.
    um beijo carioca

    ResponderExcluir
  2. Oi Cam! Na correria da nossa vida, damos pouca atenção para o que, de fato, estamos fazendo: vivendo. Preocupamo-nos com as contas para pagar, o carro na oficina, e não vemos a maravilha que é respirarmos sem ajuda de aparelhos, andarmos sem acessórios ortopédicos, falarmos sem auxílio de nada além de nossas cordas vocais. Fico feliz por seu primo, que ele aproveita a vida que ainda terá, longa, pela frente! Um beijo, Deia.

    ResponderExcluir
  3. Oi Camille!

    Realmente não é fácil - mas o que importa é que ele está bem e você tb.

    beijo com saudade mimha querida,

    ResponderExcluir
  4. Oi, Cam!

    Vc passou por tudo isso? Que golpe duro... Que bom que agora vc está aqui e nos conhecemos, ufa! Eu não sabia dessa "parte", pôxa...

    Ver vc falar da energia do primo é perceber a sua própria! Esbanjando positivismo! Isso faz mesmo muito bem!

    Um grannnnnde abraço e bom fds!

    Michelle

    ResponderExcluir
  5. Além de tudo, só consegue superar esses percalços da vida, quem realmente ama a vida e também, se sinta amado por amigos e entes queridos.



    Bom fim de semana

    =)

    ResponderExcluir
  6. Agora soube o q aconteceu c vc- sabia, mas não sabia.
    Que bom que desejou viver- estamos aqui para dividir todos os momentos da vida- este foi péssimo, mas saiu fortalecida- o teatro é vida- faz bem à alma- tem razão. Força p o primo. Bjs Laura
    Respondi lá no blog p vc sobre o amor.

    ResponderExcluir
  7. depois de passarmos por essas situacoes, refletimos
    Eu vivi sobrevivi e mudei meu viver.bjs e dias felizes

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.