22 março 2009

O que gostei e o que não gostei de Quem quer ser um Milionário?

Fui ver esse filme, apenas sabendo que “é lindo” e que ganhou o Oscar em muitas categorias, incluindo “melhor filme”. Mais nada.Nem que se passa na Índia, ou tem enredo x,y.z.
Me emocionei e me envolvi com a história triste no inicio. No meio estava já comparando com a realidade brasileira e muitos pixotes da vida. Com a desgraça social de “Cidade de Deus” e outros dos nossos filmes. As similaridades são muitas.
Também passei a lembrar de um filme francês mais antigo e bem parecido, com Daniel Auteil no papel principal, sendo o contexto outro. Um taxista na França se torna amigo de um homem sem amigos , mas se desentende com ele. E por varias circunstancias acaba ganhando o premio máximo em um programa de televisão do tipo Show do Milhão que conhecemos aqui como coisa mais próxima, a atração do SBT, sucesso com Silvio Santos e suas “colegas de trabalho”. Ao final, para atingir o prêmio, o taxista deve fazer uma pergunta por telefone, que por coincidencia tem extremo valor sentimental na relação com o tal amigo e entra em contato com ele, reatando a amizade.
Roteiro chupado, moça bonita, miséria braba, cenário exótico, língua Inglesa, parece ser uma formula bem sucedida para se ganhar Oscars.
No final do filme não vi sentido em tanta premiação. E cheguei a conclusão que o Oscar é mesmo uma churumelice.
Não descartando entretanto o respeito ao povo indiano e a sua realidade de contrastes brutais. O Brasil não é o único a viver essa vergonhosa tristeza. No mais, prefiro o Benjamin Button. Mais consistente como filme/"sétima"arte, para o meu gosto pessoal. Mas não sou critica da coisa. Adoro cinema, só isso.

10 comentários:

  1. Um completamente negativo e vc em coluna do meio... ok, agora vou lá ver!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu vi e gostei, comparei com nossa miséria, bem menor que a deles, ainda bem.
    Gostei da história, das armações que sabemos existir, do amor dele pela jovem e sua força em ficar com ela.
    Gostei da trilha sonora, gostei da fotografia, admirei os atores e a forma de como a história é contada.
    Enfim...gostei.
    Benjamim adorei, mas era mais efeito especial em cima de uma história fantástica, sem realidade.

    lindo dia flor
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Não vi o filme ainda. A miséria sempre choca e faz com que os homens se assemelhem mesmo em culturas diferentes.
    Cam, copia o que quizeres, viu? Aquela frase de Manduka eu já tinha usado no outro blog. Ela me diz muito...
    Carinhos pra ti e pra tua estrelinha.

    ResponderExcluir
  4. Não vi este ainda, mas Bejamin Button foi um dos melhores filmes que eu vi nos últimos tempos...mas o Oscar é assim mesmo, valeu porque eu vi meu ator/ vampiro preferido de smoking, lindérrimo!!!!
    Amiga eu li o blog do Rubens Molina, muito consciente o que ele fala sobre religião. Eu particularmente gosto de ser católica, sempre fui, mas devo dizer que não concordo com muita coisa dentro da igreja, mas nem por isso me sinto excomungada, uma religião me faz falta e é esta a que eu me sinto a vontade, mas Deus, Ele está bem acima de qualquer religião e ao mesmo tempo em todas, por isso que as respeito.
    Um beijo enorme, saudades de vc. Vc nem me disse se gostou do dvd do Maná??? E eu estou devendo seu cd, eu sei ;).

    ResponderExcluir
  5. Oi Camille.
    Não vi o filme. Na verdade, não sabia nada sobre o mesmo além de que ganhou o Oscar. Lendo as tuas observações confesso que fiquei com mais vontade de ver o filme francês. E, claro, O Estranho Caso de Benjamin Button (li o conto do genial Scott Fitzgerald), que Mariana Timm viu no findi e gostou muito. De minha parte, acomodado, vou esperar o DVD. O último que assisti foi Batman, O Cavaleiro das Trevas. Filmão!
    Um beijo e uma boa semana pra você. Arriba!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Zany Vasconcelos06:44

    Cam, adoro vir aqui e ler as suas observações sobre filmes. Muito bom!!! Também sou fã de cinema, mas vou pouco, Assisto mais em casa mesmo.
    Amiga, tem presente-tarefa pra você lá no meu Cotidiano. Passe lá pra conferir.Bjs!!!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não vi o filme, mas assisti os filmes brasileiros e francês que citou.

    Você tem uns comentários sempre pertinentes ... agora fiquei curiosa ... será que partilharei a mesma visão? Contarei depois!

    Beijinhosssssssss

    ResponderExcluir
  9. Cam nao vi o filme, mas bem que o Brasil poderia ganhar mais prêmios entao já que fazemos mais filmes realisticos.

    Olha, coloquei um telefone lá no blog Movimento para te lembrar dias antes do projeto, ok?

    Abracos

    ResponderExcluir
  10. Não vi os filmes, agora só me resta esperar pelos dvds. Uma colega alemão disse que não gostei do filme com Brad Pitt. Gosto não se discute né? Bjks e boa semana!!!

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.