12 novembro 2006

Aproveite enquanto não vira cyborg

A Veja dessa semana veio com a entrevista de Raymond Kuzweil nas páginas amarelas. Ele é um inventor estilo "professor pardal moderno", e como é de costume nessas entrevistas que tem como função principal vender mais livros de algum autor, traz um tema polêmico. Eu gosto do estilo por que pelo menos vemos coisas diferntes do comum do cotidiano. Briga de marido e mulher como no post abaixo, não entra neste espaço. Vamos ao tema.
O cientista afirma que por volta de 2030 um computador comum será mil vezes mais poderoso que o cérebro humano. Diz que o homem vai se fundir com a máquina. Com a tecnologia. Que teremos milhões de computadores no cérebro, hibridos de inteligencia biológica e não biologica, Um cyborg que ainda se considerará humano. Isso para resumir a entrevista, aproveitando os leads destacados pela jornalista.
Quer dizer, a realidade será algo como um livro de Azimov, ou um filme como Robocop. Que horror, esse filme é muito triste. Principalmente por que a criatura é única e se lembra de sua vida passada. Para quem acha que ainda falta muito tempo e que esses cientistas tem mania de prever coisas que a tecnologia só alcançará daqui a mil anos, ele diz que todas as suas previsões anteriores aconteceram antes do previsto, como o advento de uma rede de informação mundial, a internet.
Então é isso. Vamos aproveitar enquanto ainda somos inteiramente humanos. Será que somos? Para vivermos a plenitude desse momento passageiro. Por que 2030 está logo ali. O tempo passa num piscar. E nós estaremos vivos para presenciar todas essas novidades. Nossos filhos então, viverão essa época com naturalidade. Eu quero ver. Mas tambem quero aproveitar a vida enquanto sou só gente. Boa semana para vocês. Câmbio. Registro.

12 comentários:

  1. Mas Camille, pode ficar tranquila. Essas previsões, ainda que acertem no tempo, ficam, num primeiro momento, restritas a pouquíssimas pessoas. Exemplo: sim, já é possível ser turista espacial - coisa que se imaginava que estivesse acontecendo nesse início de século XXI há uns 40 anos atrás. Mas quanto é a passagem? 20 milhões de dólares. Então, NA PRÁTICA, há turistas espaciais? portanto, sim, deverá haver chips no cérebro e coisas "do arco da velha" mas falta teeeeeeempo...

    ResponderExcluir
  2. Frederico- ah aprendi entao como responder ao comentario-isso que voce falou vale para o voo espacial, mas nao vale para internet. Quem sabe entao o chip vai ser baratinho e voce vai ali na Oi , compra , instala e nao precisa nem fazer faculdade. Aquilo ja fica ali cabeça adentro. Acho tudo isso filme de terror. Como acho interessante celulas tronco para salvar pessoas, mas acho um absurdo moral clonar pessoas. Penso que quando a primeira for anunciada vai ser mesmo o inicio do fim. Anunciada, por que existir acho que ja existe. Prefiro ler Arthur Clark, e pensar que tudo , tudo nao passa de ficção. Tks pelo comment!

    ResponderExcluir
  3. É... é o "Admirável Mundo Novo" entrando em ação. Ficção virando realidade. (ou seria premonição?) Dúvidas que movem.

    beijos querida, boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Primeiramente gostaria de agradecer sua visita ao acrosticomania e também seus comentários muito gentis.
    Sobre sua matéria, achei interessante mas realmente não acredito que a máquina vá substituir inteiramente o Homem algum dia. Como pode uma criação dos Homens substituir uma criação de Deus? Impossível, mesmo com todos os nossos defeitos somos infinitamente melhores que qualquer máquina porque temos na essência Deus...

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  5. Cada vez mais tenho saudades de um passado onde se brincava na rua, se confiava nas pessoas, se tomava banho de rio (poluição era uma palavra desconhecida). Para onde vai a humanidade? Acho assustador que cada vez esta perspectiva de mais avanços na robotização roube o espaço do homem.
    Li teu post anterior e também não diria nada a uma amiga, ela vai descobrir sózinha quando tirar as vendas.
    Beijos Camille

    ResponderExcluir
  6. Há quem diga que Elvis não morreu. Os caras têm inteligência e criatividade, mas falta muito para que sejamos tão invadidos por tantos chips.

    ResponderExcluir
  7. Anônimo00:09

    Seria esse o clone? A gente fica com o lazer e coloca o clone pra mexer a massa cinzenta. Eu quero um!
    Esses dias também li que em 2050, estaremos morando nos polos, porque o resto da terra estaria superaquecida.
    Triste essa vida futura. Vou ficar por aqui!
    Boa semana! Beijus

    ResponderExcluir
  8. Olá, desculpe a indelicadeza de invadir assim o teu espaço, mas é que estou divulgando meus trabalhos artesanais. Quando puder, dê uma passadinha no meu cantinho. Sua visita me deixará muito feliz. Encomendas para qualquer lugar do Brasil.
    Uma beijoca bem fofa e bom dia.
    Bia

    ResponderExcluir
  9. É uma ótima pergunta... somos humanos?? A resposta além de não me agradar muito me mete medo. Já pensou se esses cyborg realmente viram os verdadeiros humanos da raça? Ai que medo mana!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Camille! Nossa, que cara louco. Eu não acredito nessas coisas não. Imagine só, seríamos meio-humanos/meio-robôs... credo.

    Espero de verdade que esse cara aí erre as previsões dessa vez e que meus filhos não sejam nem um pouco parecidos com cyborg...rsrsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. É por isso que ficção científica me assusta. Tenho medo de se tornar realidade ehehe. Se bem que de algumas ficções eu gosto, que eu não sei colo classificar, mas vou chamar de ficções "sociais". O problema é que, em geral, se tornam realidade mesmo. Mas espero que esse senhor erre, ou au menos, tenha pela primeira vez uma previsão não antecipada, mas adiada em muito tempo. Detestaria me integrar a uma máquina, eu hein... Sobre o post anterior, que situação difícil... Como vc, gosto de manter minha identidade secreta se possível. Beijos,

    ResponderExcluir
  12. Vou ler sobre esse professor pardal, doindinho por sinal, não é?

    beijocas

    ResponderExcluir


COMENTE, DÊ A SUA OPINIÃO. Você é a pessoa mais importante para quem escreve um blog: aquela que lê, que gosta ou não gosta, e DIALOGA.
Bem vindas. Bem vindos. Você pode comentar, escrever seu nome e para facilitar, clicar na opção "anonimo", ou pode se inscrever e comentar. Acho a opção, que se coloca o nome e uma forma de contato, + a opçao anonimo, VALIDA. Grata e aguardo seu comentário.